Buscar

Homenagem aos mestres da sanfona é nesta terça (12)


Nascido no interior do Rio Grande do Norte, Lulinha Alencar teve seu primeiro contato com a música em casa, tocando triângulo e zabumba com seu pai, o sanfoneiro Zé de Cezário. Em 1999 decidiu morar em São Paulo e tentar a carreira de pianista, sem imaginar que ganharia oportunidades e notoriedade como sanfoneiro. Ao lado de artistas como Mônica Salmaso, Benjamim Taubkin e Teco Cardoso, participou da Orquestra Popular de Câmara, e dividiu o palco com vários nomes da música brasileira e internacional, dentre eles Geraldo Azevedo, Antônio Nóbrega, Elba Ramalho, Hermeto Pascoal, Richard Galliano, Regis Gizavo e Martin Lubenov.

Além de seu trabalho autoral, integra o grupo de choro Moderna Tradição, ao lado dos irmãos e mestres do choro Izaias e Israel Bueno de Almeida, além do grupo Al Qantara. Esta semana, ele é o convidado do projeto Série Solo Música, da Caixa Cultural Curitiba (Rua Conselheiro Laurindo, 280 - Centro), e se apresenta na terça-feira, dia 12 de julho, às 20h, com show em homenagem aos mestres sanfoneiros. O programa contará com músicas de Luiz Gonzaga, Sivuca, Dominguinhos, Noca do Acordeon, de seu pai Zé de Cezário, além faixas próprias. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria a R$20. Mas é preciso correr, pois o auditório tem capacidade para apenas 125 lugares.


1 visualização