Buscar

Orquestra Filarmônica de Violas se apresenta no fim de janeiro, em Curitiba


Dezoito violeiros devem subir ao palco da CAIXA Cultural de Curitiba nos próximos dias 27, 28 e 29 de janeiro. É a Orquestra Filarmônica de Violas, que integra o projeto Brasil de Dentro – tradições e modernidades na viola caipira. No repertório, eles apresentam obras importantes da música de concerto e da canção brasileira e internacional, e recebem como convidados Ricardo Herz (violino brasileiro) e Alexandre Ribeiro (clarinete).

As músicas escolhidas incluem obras de Villa-Lobos, Milton Nascimento, Tavinho Moura, Ernesto Nazareth, Dominguinhos/Gil, Almir Sater e Tião Carreiro.

A elaboração e interpretação dos arranjos são diferenciais da Filarmônica, que utiliza a estrutura equivalente aos naipes orquestrais, mas apenas com violas caipiras. Os violeiros são divididos em naipes (subgrupos) que executam, simultaneamente, linhas musicais independentes dentro de cada música. Agrupados por funções, diferentes naipes fazem melodia, acompanhamento com acordes, linhas de baixo, segunda melodia e percussão. Tudo utilizando o mesmo instrumento. O resultado sonoro harmonioso da viola brasileira de dez cordas, vivo, rico em detalhes e ao mesmo tempo popular, provoca uma ampla gama de sonoridades, texturas e nuances.

Além de arranjos bem elaborados, o desenvolvimento musical dos integrantes da Filarmônica é surpreendente.

Álbum Encontro das Águas

O show em Curitiba marca também o lançamento do álbum Encontro das Águas, que tem direção de João Paulo Amaral e como convidados alguns dos mais renomados solistas brasileiros da atualidade, de diferentes segmentos e estilos: Nailor Azevedo, o “Proveta”, e Alexandre Ribeiro no clarinete e saxofone, Fabio Presgrave no violoncelo, Ricardo Herz no violino, Toninho Ferragutti com seu acordeom. Além de participar como solista de violão de 8 cordas, e Chrystian Dozza compôs uma obra sob encomenda para a Filarmônica de Violas.

Trajetória resumida

A Filarmônica de Violas surgiu em 2001 na cidade de Campinas (SP), idealizada pelo reconhecido violeiro e pesquisador Ivan Vilela, que durante nove anos implementou sua proposta pioneira de aplicar arranjos orquestrados para um grupo instrumental apenas formado por violas caipiras. A partir de 2011, após um período de transição, o projeto musical continuou a ser desenvolvido sob a direção de João Paulo Amaral.

O grupo já tocou com nomes como Tinoco, Tetê Espíndola, Irmãs Galvão, Renato Brás, Ana Luiza, Ná Ozetti, Suzana Salles, Ana Gilli, Paulo Freire, Lenine Santos, Nailor Proveta e Fabio Presgrave.

A CAIXA Cultural de Curitiba fica na Rua Conselheiro Laurindo, 280. As apresentações serão de 27 a 29 de janeiro (sexta a domingo) -sexta-feira e sábado, às 20h. Domingo, às 19h. Os ingressos começam a ser vendidos no dia 21 de janeiro, aos valores de R$ 20 e R$ 10 (meia).


8 visualizações