Buscar

Companhia de teatro curitibana celebra 35 anos de dedicação à arte


Em setembro de 2017, uma das companhias mais importantes do cenário teatral curitibano, paranaense e brasileiro, o Grupo Delírio, celebra 35 anos de dedicação integral ao teatro e de amor absoluto à arte. Quando Edson Bueno (autor e diretor) e Áldice Lopes (ator e hoje, diretor) – à época alunos do Curso Permanente de Teatro do Teatro Guaíra – fundaram o grupo, desejavam dar vazão um teatro com características próprias, único.

Fundado em 1983, o Grupo Delírio Cia. de Teatro nasceu do desejo de fazer arte que transformasse o público por meio da palavra, da ação e do pensamento dos maiores escritores, dramaturgos e pensadores mundiais.

“Devemos então compreender que a palavra dita no teatro, do corpo e da alma que ali se apresentam para serem verdadeiramente dignos de serem chamadas ‘teatrais’, devem entrar em cena pelas mãos de um autor, um diretor e um ator conscientes de sua função artística”, explica Edson Bueno.

Uma história marcada com dedicação e autenticidade

No total, as produções do Grupo Delírio já somam mais de 50 espetáculos, todos adaptados ou escritos integralmente pelo ator, diretor, roteirista e dramaturgo Edson Bueno. O espírito inquieto e a paixão pela palavra sempre impulsionaram o artista a buscar, principalmente na literatura, sua matéria prima.

Apaixonado por cinema e histórias em quadrinhos, os primeiros espetáculos de Bueno, “Um Rato Em Família” (que recebeu oito Troféus Gralha Azul) e “New York por Will Eisner” (peça que levou quatro Troféus Gralha Azul, um Prêmio Especial Rosa Magalhães e um Troféu APAC), foram adaptados de HQs importantes e determinaram uma carreira vigorosa e empolgante. “Tudo começa pelo corpo e a matéria prima da cena é o suor e o sangue”, comenta o dramaturgo.

Dentre textos, peças e espetáculos realizados ao longo desses 35 anos, houve vários prêmios:

  • “Um Rato Em Família”, de 1989, com oito Troféus Gralha Azul (foto)

  • "Onde Estivestes à Noite", de 1999, com quatro Troféus Gralha Azul e seis Troféus Poty Lazarotto

  • “Lágrimas Puras em Olhos Pornográficos”, de 2001, com dois Troféus Gralha Azul e cinco Troféus Poty Lazarotto

  • “Capitú, Memória Editada”, de 2006, com três Troféus Gralha Azul

  • “Kafka – Escrever é um sono mais profundo do Que a Morte”, de 2009, com cinco Troféus Gralha Azul (incluindo Melhor espetáculo e Melhor Texto)

  • “Satyricon Delírio”, de 2012, com três Troféus Gralha Azul

  • “Coquetel Overdose”, de 2013, também com três Troféus Gralha Azul

A história do Grupo Delírio não se restringe ao teatro, estendendo-se para outras artes, como coreografia, ópera, dança, literatura e cinema. Bueno também escreveu roteiros para dois filmes, “O Fim do Ciúme” e “Paisagem de Meninos”, tendo vencido com ambos o renomado Troféu Kikito, em Gramado, na categoria Melhor Roteirista. “Estamos preparando um livro maravilhoso, com o registro de todas essas peças e muito mais. Será um aniversário muito feliz!”, complementa o diretor.

O presente: Estúdio Delírio

Em 2016, o Grupo deu vida a um espaço próprio, no centro da capital paranaense. O Estúdio Delírio é um espaço voltado à pesquisa, a formação, ao fomento e ao estímulo à criação não apenas teatral, mas abrangendo também bioarte, artes plásticas, música, literatura e cinema. O resultado é um espaço multicultural que realiza semanalmente oficinas, palestras, encontros, ensaios e apresentações.

Este ano, o Estúdio Delírio será palco do Encontro com Pessoas Notáveis. O evento terá sua primeira edição no próximo dia 23 de setembro, e contará com personalidades de todas as artes, dentre elas, a atriz e produtora teatral Regina Vogue. Este será um acontecimento mensal do espaço, que ainda este ano receberá nomes como André Coelho, Beto Bruel, Carlos Eduardo Zimmermann, Eliseu Portugal, Gabriel Villela e Ricardo Guerra.

Como o próprio Grupo Delírio, o Estúdio Delírio busca se consolidar como um importante espaço de excelência e referência na área cultural. Outro diferencial do local é sua cozinha, pensada para abranger o melhor da gastronomia e bebida. Visando abraçar o público sedento por cultura, o espaço trará pratos com a assinatura do artista Robysom Souza, que também é responsável pela produção do espaço. A casa contemplará ainda cervejas artesanais, vinhos, champagnes e outras bebidas nacionais e importadas, que poderão ser degustadas antes, durante e depois dos espetáculos, promovendo mais uma opção de interação ao público.

Festa 35 anos de Delírio

Programada para o dia 16 de setembro, a Festa 35 anos de Delírio reinaugura o espaço do Estúdio Delírio, que passou por minuciosa reforma e traz fachada com assinatura do artista visual, designer e ilustrador André Coelho. O espaço contempla também um palco intimista para 30 lugares, ideal para apresentações imersivas, inspirado nos espaços multiculturais europeus e norte-americanos.

No evento o Grupo Delírio divulga também o calendário do segundo semestre de 2017, com o retorno de dois espetáculos consagrados pelo grupo: “Paixões Desenfreadas” e “Se Eu Morresse Amanhã” e três projetos inéditos, as peças “Monalisa versus Hitler” e "Shaxpeare Shakespeare Shagsbere" – que contará com novo repertório –, e a série de debates sobre cinema “Delírio Cinematográfico”.

A festa contará com muita música, com a participação do grupo C@ntoras do Rádio, com Cássia Fóes, Karla Díbia e Maria Celeste Correa, acompanhadas pelo arranjador, acompanhador e violonista, Daniel Amaral. O repertório será eclético, abrangendo do jazz à Bossa Nova e Rock.

Com a abertura oficial da Cozinha Delírio, a gastronomia também estará presente durante a festa e contará com cervejas especiais e artesanais e pratos exclusivos, como a Curry Wurst e a Batata rústica com alecrim e ervas finas. A data reunirá integrantes da comunidade artística, empresários e imprensa.

O Estúdio Delírio fica na Rua Saldanha da Gama, 69 (próx. à Praça do Expedicionário) – Centro, Curitiba (PR). Mais informações: (41) 99693-1776 / 3016-3769 | www.grupodelirio.com.br

#grupodelírio

0 visualização