Buscar

Leonarda Glück e Pagu Leal falam sobre a dramaturgia vista pela atuação em evento do Sesi, neste sáb


O Núcleo de Dramaturgia SESI Cultura Paraná convida a todos para o último Colóquio de Dramaturgia do ano, marcado para 4 de novembro (sábado), às 18h30, no Centro Cultural Sesi Heitor Stockler de França. Com entrada franca, a próxima edição traz o tema “A Dramaturgia vista pela Atuação” com mediação deFrancisco Mallmann. O projeto recebe as dramaturgas, Leonarda Glück e Pagu Leal, que também atuam como atrizes e diretoras teatrais. As convidadas vão compartilhar as suas vivências e procedimentos criativos a partir da relação entre dramaturgia e atuação.

Os colóquios fazem parte da programação do Núcleo de Dramaturgia do SESI Paraná, projeto desenvolvido desde o ano de 2009 e que possui reconhecida importância na formação e desenvolvimento da linguagem teatral em Curitiba. O objetivo dos colóquios é proporcionar a troca de experiências entre os participantes, criadores e pesquisadores das artes cênicas, tendo a dramaturgia como eixo e suas múltiplas concepções na cena contemporânea.

Este colóquio encerra um ciclo de quatro encontros que reuniram profissionais da cena teatral curitibana e que discutiram sobre encenação, espaço, corpo e outras questões relacionadas à dramaturgia. Todos estes encontros contaram com a participação de um público variado, entre estudantes de teatro, atores e interessados da comunidade em geral. Em 2018, o Sesi Cultura pretende dar continuidade ao projeto do Núcleo de Dramaturgia com o desenvolvimento de mais ações dessa natureza.

Ainda no mês de novembro, dia 25, no Centro Cultural Sesi Heitor Stockler de França, será realizada uma mostra final com a apresentação dos processos de criação realizados ao longo do ano pelos participantes do Núcleo de Dramaturgia. A ação será acompanhada de um bate-papo com os integrantes desta edição.

Tanto o Colóquio “A Dramaturgia vista pela Atuação” no dia 4, quanto a mostra de processos no dia 25, têm entrada gratuita (espaço sujeito a lotação). Para os interessados em participar do colóquio, recomenda-se chegar com 30 minutos de antecedência ao local.

Sobre os(as) convidados(as):

Leonarda Glück é artista e trabalha com intercâmbio entre linguagens artísticas, tais como teatro, dança, performance art, literatura, música, vídeo, artes visuais e cibernéticas, bem como com suas estreitas relações com o corpo e suas ressonâncias afetivas. Também é diretora teatral graduada pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP) e integrante fundadora da extinta Companhia Silenciosa (2002 - 2012). Atualmente é artista residente e fundadora da Casa Selvática, espaço cultural e coletivo artístico gerido desde 2012 pela jovem produtora curitibana Selvática Ações Artísticas. Em julho de 2016 a artista lançou, em parceria com a Editora Dybbuk, seu primeiro livro de dramaturgia, intitulado "A Perfodrama de Leonarda Glück – Literaturas Dramáticas de Uma Mulher (Trans) de Teatro", contendo seis peças para teatro, além de um ensaio fotográfico exclusivo.

Pagu Leal é atriz, diretora e dramaturga. Formada em Filosofia, desenvolve pesquisas dentro das áreas de Filosofia Analítica da Linguagem e Estética. Em teatro trabalha como atriz convidada em diversas companhias nas cidades de Curitiba e São Paulo, mantendo parcerias criativas como o Grupo Delírio, Satyros Companhia de Teatro e Confraria Cênica. Recentemente inaugurou a “Sociedade Poética”, sua própria companhia de teatro, um espaço de criação e teatro em sua casa, na região de Piraquara.

Francisco Mallmann é dramaturgo, performer, crítico e pesquisador. É graduado em Artes Cênicas (FAP) e em Jornalismo (PUC-PR). Atua na intersecção entre poesia, performance, crítica, dramaturgia e escrita de/em arte, investigando junto a grupos, companhias e coletivos artísticos em Curitiba, dentre entres a Selvática Ações Artísticas. É mestrando em Filosofia (PUC-PR), idealizador e editor do site Bocas Malditas - cena, crítica e outros diálogos.

Fotos creditadas: Antonio Wolff e Verônica Rodrigues

#LeonardaGlück #PaguLeal #NúcleodeDramaturgiaSESICultura

6 visualizações