Buscar

Parlapatões contam história de um jornalista, na peça "Até que deus é um ventilador de teto&qu


Com 23 anos de estrada, os Parlapatões trabalham voltados para a comédia, utilizando técnicas circenses e de teatro de rua. "Até que deus é um ventilador de teto", Hugo Possolo, conta a história de um jornalista de 50 anos que trabalha como redator e, de dentro de seu carro, imagina que um velho senhor, vendedor de balas no semáforo, possa ser um deus que desceu à Terra para observar a vida dos homens. O jornalista é sequestrado e tem como vigia o tal velho, que já conhecia da rua. Suas reflexões revelam a relação deste homem com o mundo, com sua mulher e seu filho.

O diretor do espetáculo é Pedro Granato, que pretende trazer, por meio de efeitos de luz e sonoplastia, uma interpretação que coloque os Parlapatões, Hugo Possolo e Raul Barretto, no limiar do drama e do humor negro que o texto aponta.

Se equilibrando entre emoção, humor, absurdo e reflexão, o grupo Parlapatões dá mais um passo em sua pesquisa artística para trazer dilemas dos dias de hoje ao palco.

"Até que deus é um ventilador de teto" será apresentado na CAIXA Cultural Curitiba (Rua Conselheiro Laurindo, 280), de 23 a 26 de novembro (quinta a domingo), às 19h. Os ingressos estarão à venda a partir de 18 de novembro (sábado), na bilheteria do Teatro, a R$ 10 e R$ 5 (meia).

#Parlapatões #CAIXACultural #PedroGranato

8 visualizações