Buscar

Exposição fotográfica de João Braun destaca olhar sobre a cultura haitiana


"Travessia Brasil-Haiti", do fotógrafo e cineasta de Pato Branco João Braun, é uma exposição que retrata a imigração haitiana no interior do Paraná. Em 2018, a obra gerou um livro fotográfico documental sobre o tema. A mostra fica em cartaz até 27 de setembro no Centro Cultural Sesi Heitor Stockler De França (Av. Mal. Floriano Peixoto, 458), em Curitiba. O horário de visitação é das 13h às 17h e a entrada é gratuita.

Para a realização da exposição, o fotógrafo permaneceu em contato com a comunidade de imigrantes haitianos por um período de um ano no sudoeste do Paraná, e 24 dias no interior do Haiti, no município de Ganthier. Em ambos locais, buscou a experiência de viver como um imigrante, tendo como propósito entender melhor as diferentes realidades.

Recentemente, um filme documentário de João sobre o mesmo tema da exposição e com duração aproximada de 70 minutos, dirigido por Daniel Pereira, foi selecionado no festival Lift Off Global Network, da Inglaterra, sendo posicionado na segunda colocação entre os cinco finalistas.

João Braun conta que enxergou nessas imigrações, uma oportunidade de registrar o período histórico da imigração haitiana no Brasil com o resgate das primeiras colonizações que formaram o município de Pato Branco, interior do Paraná, e culminando nessa nova imigração vinda do Haiti. Segundo Braun, desde o século passado, com a vinda dos imigrantes europeus, não houve registros sobre uma nova movimentação imigratória.

A exposição Travessia Brasil-Haiti é itinerante e também estará presente entre os meses de outubro/novembro nas dependências do Sesi São José dos Pinhais, em São José dos Pinhais.

#CentroCulturalSesiHeitorStocklerDeFrança #TravessiaBrasilHaiti #JoãoBraun #culturahaitiana #SESICulturaParaná #imigranteshaitianos #Haiti #PatoBranco

0 visualização