Buscar

Luiz Arthur Montes Ribeiro comemora 60 anos com nova exposição


É a partir do texto que surge o sinuoso, o belo e o envolvente mundo pictórico de Luiz Arthur Montes Ribeiro. O premiado artista faz uma leitura poética de toda sua trajetória nas artes na exposição “29 Anos de Artes Visuais”, a ser inaugurada em evento para convidados esta semana, dia 5 de novembro, em Curitiba. A data escolhida é mais do que especial, pois marca também o aniversário de 60 anos do artista.

A exposição fica em cartaz de 6 de novembro a 28 de fevereiro de 2020 no espaço Luiz Arthur Montes Ribeiro Galeria de Arte (LAMR), adjunto ao Instituto Montes Ribeiro - Av. Vicente Machado, 160, 4º andar, Cj. 43, Centro.

Foto: Estúdio Sossella

“O processo criativo é algo fabuloso. Na nossa mente, o espectro é algo que não tem fim, o desafio é transportar as cores que enxergamos para as telas”, revela Montes Ribeiro. “Para mim, a literatura e as artes visuais têm uma relação intrínseca. Meu processo criativo parte da escrita, primeiro vem o poema, depois o desenho, então a pintura em acrílica, o nanquim e a escultura”, conta o artista, que já tem 9 livros publicados.

A exposição reúne a produção de Montes Ribeiro desde 1990, com 60 obras de seis séries produzidas pelo artista neste período: Borboletas, Araucárias, Jardins Imaginários da Minha Solidão, Arvoredos, Peixes e Flores. Entre elas, duas telas novas da série Borboletas e uma da série Araucárias.

Natural de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, Luiz Arthur inaugurou a galeria em 2015, junto com o Instituto Montes Ribeiro, que, a partir de peças e relíquias de família, apresenta um importante intervalo da história e dos costumes do Paraná.

“A relação com a memória é algo que deve ser sempre cultivado no Estado. Temos uma região muito rica culturalmente. A formação de nosso povo vem de várias ascendências. Isso deve ser valorizado”, defende o artista.

#LuizArthurMontesRibeiro #29AnosdeArtesVisuais #InstitutoMontesRibeiro

25 visualizações