Buscar

Súbita segue em cartaz até dia 17 com o Projeto Habitat. A entrada é franca


“Mulher, como você se chama?”, com Janaína Matter e “Uma História Só”, de Conde Baltazar são os trabalhos que a Súbita Companhia de Teatro apresenta gratuitamente na Alfaiataria de quinta a domingo. A temporada de solos do Projeto Habitat encerra a agenda do ano e a primeira parte da celebração de seus 12 anos da companhia. Na quinta (14) e sexta-feira (15) haverá sessão dois trabalhos, respectivamente, às 20 e às 21h. No sábado, 16, as duas sessões serão com Janaína Matter em cena e no domingo (17) as duas sessões serão com conde Baltazar.

Fotos: Fabio Alcover

Trabalho mais recente da Súbita, que estreou em fevereiro, o Projeto Habitat representa bem o momento vivido pela companhia. A atriz Janaína Matter festeja a chance de celebrar dois momentos tão importantes: o aniversário da companhia e o início da Alfaiataria. Para ela, conseguir fazer as ações que a Súbita fez ao longo de 2019, atendendo a um público diverso, na capital e pelo interior do Estado, além de promover um encontro internacional, é uma grande vitória.

Desde junho passado, a Súbita está com uma programação especial de aniversário, com apresentações gratuitas, circulação pelo interior do Paraná, além da promoção do "Corpos Poéticos – Encontro Internacional de Investigações Cênicas”. A temporada com os solos do Projeto Habitat encerra as atividades de 2019, mas as comemorações de aniversário da companhia seguem até 2020, com estreia de espetáculos novos.

O projeto tem o Incentivo do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura, o Profice, da Secretaria da Comunicação Social e da Cultura, Governo do Paraná com apoio da Copel.

Em seus 12 anos, a Súbita realizou 14 espetáculos, 04 cenas curtas, 02 curta metragens, mostras, encontros de investigação artística, residências e workshops. A Súbita é: Alexandre Zampier (Conde Baltazar), Cleydson Nascimento, Helena de Jorge Portela, Janaína Matter, Maíra Lour, Michele Menezes, Pablito Kucarz e Victor Schuhli.

A Alfaiataria fica na Rua. Riachuelo, 274 e os ingressos são gratuitos.

Dias 14 e 15/11 às 20h.

Dia 16 às 20 e 21h.

MULHER, COMO VOCÊ SE CHAMA?/ JANAINA MATTER

Este solo parte de uma inquietação em relação ao apagamento das mulheres na história do mundo. De um contexto amplo até a aproximação com a intimidade da atriz e das mulheres da família, o espetáculo ressignifica nomes e feitos históricos como forma de reviver, resgatar, enaltecer e corporificar a presença das mulheres no passado, no presente e sensibilizar sua força para o futuro.

Direção: Maíra Lour Dramaturgia de Performance: Janaina Matter Orientação em Dramaturgia: Camila Bauer Interlocução artística: Francisco Mallmann Treinamento de voz: Babaya Trilha Sonora/Desenho de som: Álvaro Antonio Cenário: Guenia Lemos Iluminação: Beto Bruel Figurinos: Val Salles Direção de Produção: Michele Menezes. Classificação 16 anos.

De 14 e 15/11, às 21h.

Dia 17/11 às 20 e 21h.

UMA HISTÓRIA SÓ/ CONDE BALTAZAR

Meu corpo é uma casa que é vizinha da casa do meu filho. Um homem, um pai, conta através do seu corpo esburacado, sua relação com a infância, seu pai, seu avô... Um buraco que começou pequeno, uma falta quase invisível e a ausência se instalou na carne e o silêncio se tornou uma mochila para guardar as memórias dos dias. A paternidade é esse labirinto infinito.

Direção: Maíra Lour Dramaturgia de Performance: Conde Baltazar Orientação em Dramaturgia: Camila Bauer Interlocução artística: Gladis Trdapalli Assessoria em Dramaturgia: Ligia de Souza Oliveira Treinamento de voz: Babaya Trilha Sonora/Desenho de som: Álvaro Antonio Cenário: Guenia Lemos Iluminação: Beto Bruel Figurinos: Val Salles Direção de Produção: Michele Menezes. Classificação 16 anos.

#SúbitaCompanhiadeTeatro #JanaínaMatter #CondeBaltazar #Alfaiataria #ProjetoHabitat #PROFICE #GovernodoParaná

11 visualizações