Buscar

A retomada dos Navios de Cruzeira na Itália

A Itália, com seu litoral de 7.500 quilômetros cheio de reentrâncias, golfos, enseadas, precipícios naturais e portos turísticos, destaca-se como destino de cruzeiros, além de ser um dos principais pontos de partida de navios na Europa.


Um número cada vez maior de turistas escolhe passar as férias em um cruzeiro, que combina diversão, relaxamento, cultura e a possibilidade de visitar vários destinos em um longo itinerário no mar sem ter que mudar de hotel.


O Bel Paese é o principal entre os destinos marítimos, tanto a nível internacional como dentro do Mediterrâneo, graças ao seu clima e condições marítimas favoráveis, bem como ao fácil acesso aos portos e aos diversificados desvios turísticos.


A Itália não só oferece inúmeros portos nos quais os passageiros podem embarcar em um cruzeiro (mais do que qualquer outro país - um passageiro a cada três sai de um porto italiano), mas ainda mais frequentemente, a Península é um ponto de destino para muitos cruzeiros.



Entre os principais portos estão Civitavecchia, Veneza, Nápoles, Livorno, Savona e Bari. Particularmente, o porto de Civitavecchia, além de estar no topo do ranking europeu em número de embarques, desembarques e trânsitos, representa um ponto de atracação ideal para excursões a Roma (inserido como um dos 47 sítios italianos na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO).


Nápoles, embora não seja um ponto de atracação típico para embarque e desembarque de passageiros, ainda é um dos principais portos marítimos de escala em toda a Europa, pois os navios podem fazer uma série de viagens diferentes para as ilhas próximas (especificamente Capri, Ischia e Procida), bem como para a gloriosa Costa Amalfitana.


O porto de Veneza, por outro lado, é um dos mais frequentados por companhias de navegação italianas e estrangeiras; afinal, é uma das cidades mais bonitas do mundo e, portanto, uma grande atração para inúmeros itinerários de cruzeiros marítimos.


Messina também é outro ponto de desembarque de diversos cruzeiros: um porto siciliano, que serve de parada para visitar alguns dos pontos mais bonitos da ilha, como Taormina.


Aqueles que partem, embarcam ou param nos portos da Ligúria (Gênova, Savona, La Spezia), ficarão maravilhados com a magnífica vista que abrange as cidades de Cinque Terre e os esplêndidos vilarejos da Ligúria, como Portofino.

Não é preciso dizer que houve um aumento no tráfego de cruzeiros que sai ou chega nas terras da Itália nos últimos anos (como no Vale do Loire e no Rio Nilo, por exemplo). Da mesma forma, os destinos se tornaram mais específicos, ou seja, o turista pode escolher passar dias visitando Veneza e sua lagoa, ou o Delta do Rio Pó, de barco.


A Itália, além de ser um dos destinos europeus mais importantes para o setor de turismo marítimo, também está entre as nações com o maior número de proprietários de empresas de cruzeiros, oferecendo opções de viagens marítimas em todo o mundo.

De acordo com um estudo do Ente Bilaterale Nazionale del Turismo(Entidade Bilateral Nacional de Turismo), nos próximos anos a indústria de cruzeiros na Itália será composta por 47 empresas de navegação, 148 navios de cruzeiro, 12 regiões e 66 portos visitados ao longo de sua costa. Saiba mais: Associação Italiana de Cruzeiros O Conselho Europeu de Cruzeiros (ECC) Meetingpoint Cruises – WebRevista italiana Pagine Azzurre Online Capitaneria di Porto / Guarda Costeira Italiana

Informações: Duvale Comunicação

16 visualizações