Buscar

Caburé Canela lança clipe da música Oceano em parceria com artista espanhola

Segundo vídeo da banda de Londrina foi filmado em quatro países. |

O videoclipe da música Oceano, da banda londrinense Caburé Canela, foi produzido pela artista galega Judith Adataberna. Levou quase seis meses para ficar pronto e mistura cenas da Galícia, na Espanha, passando por uma mina a céu aberto em Porto, em Portugal, até chegar na América Latina, com imagens da Cordilheira dos Andes, Bolívia, Peru até o deserto do Atacama, no Chile.


Tudo foi filmado com uma câmera de cassete de MiniDv, entre os anos de 2019 e 2020. E a ideia surgiu a partir da amizade da artista, compositora e cantora da banda, Carolina Sanches, com Judith, que conheceu na Espanha, quando morou naquele país entre os anos de 2011 e 2012. A música Oceano foi criada pouco tempo depois de seu retorno ao Brasil.

“Por isso, surgiu a ideia de materializar uma obra em que conseguisse resgatar e reavivar as memórias de um intercâmbio, além de expandir a possibilidade do mesmo”, explicam.

Assista:


As danças das atrizes portuguesas Luisa Morais e Rita Morais foram inspiradas pelos coros gregos “Les Meduses” do coreógrafo Damien Jalet e do curta metragem “ALTIPLANO”, de Malena Szlam.


Sensivelmente, Adataberna se inspirou nas paisagens com pigmentações de minerais e algas, encontradas tanto nas minas de Portugal quanto nas paisagens latino-americanas dos Andes, compondo um elo simbólico com Londrina, cidade da banda, que é conhecida por sua terra vermelha.


“A terra não é de ninguém, mas nos une e nos separa como o oceano. A terra é o que afirma nosso encontro, nossa vida, nosso corpo no mundo. E ainda que hoje estejamos ainda mais ilhados com as distâncias, com o isolamento impedindo o nosso contato físico, é importante lembrar que somos essencialmente livres e que gostamos de estar em bando, como os pássaros”.


Foto: Natália Lima Castro

Caburé Canela

A banda Caburé Canela é formada por Carolina Sanches (voz), Lucas Oliveira (voz, guitarra e violino), Maria Carolina Thomé (percussão), Mariana Franco (contrabaixo), Paulo Moraes (bateria) e Pedro José (voz e guitarra).


A história da banda começou em 2013, na cidade de Londrina - PR, e tem como ponto de partida a mistura de estilos e de referências musicais. Desde o início, o grupo procura inventar uma sonoridade própria, aquém ou além, das fronteiras que determinam e limitam um gênero musical. Notas dissonantes misturadas a temas dançantes apontam para um lugar difícil de ser definido. Punk-Baião? Reggae-Jazz? Macumba Erudita? Samba Cigano? Igapó Beat!


Em 2018, a banda lançou seu primeiro CD, Cabra Cega, com sete faixas autorais, de forma totalmente independente. Em 2018 e 2019, fizeram uma turnê de lançamento do disco com patrocínio do PROMIC, realizando 19 shows em 4 estados e 13 cidades diferentes. Dessas viagens, produziram o mini documentário, dirigido por Caruh Spisla, Andanças Sonoras. Todo material do grupo está disponível e pode ser apreciado nas plataformas virtuais, o vídeo clipe será lançado no YOUTUBE, no canal da banda.


Em 2020, o grupo foi contemplado pelo PROMIC com o projeto de seu segundo CD, que está em fase de pré-produção, e que, depende das circunstâncias e conjuntura atual da pandemia para dar continuidade. Para essa nova produção, o grupo pretende gravar de forma analógica em uma imersão no ForestLab Studio em Petrópolis- RJ.


143 visualizações