top of page
Buscar

Exposição sobre a vida e obra de Masanori Fukushima está no Museu Guido Viaro

Mostra reúne obras que mostram cenário da arte curitibana nos anos 2000.

Masanori Fukushima | Foto: Guilherme Pupo

Uma exposição e um livro-catálogo (Editora Insight) lançados no Museu Guido Viaro marcam os 15 anos de falecimento de Masanori Fukushima (o Masa). O projeto, denominado “Retratos do cenário artístico de Curitiba dos anos 2000 - Convivência e influências: Amigos do Masa”, tem por objetivo apresentar os trabalhos do artista sob um novo olhar. O modo encontrado para isso foi reunir artistas com os quais ele conviveu e compartilhou influências no contexto artístico de Curitiba, abrangendo os trabalhos entre 1995-2005.


Durante a carreira artística de Masa, ele trocou experiências com muitos artistas em Curitiba, sendo influenciado pela cultura paranaense. Sendo assim, além das obras de Masa, estarão em exposição obras desses artistas que fizeram parte de sua trajetória.


Acrílica sobre tela de Masonori Fukuchima - Título" Zoomorfismo
São eles: Ana González, Everly Giller, Geraldo Leão, Dulce Osinski, Cristina Mendes, Mari Ines Piekas e Rosa Bruinjé (in memorian).

Para cada artista, um capítulo do livro com uma minibiografia e relatos de convivência com Masanori Fukushima. Os artistas são apresentados pela jornalista Márcia Luz, que também buscou quais eram as percepções deles com as obras de Masa.


Os relatos são uma oportunidade única para os leitores de conhecerem um pouco mais sobre esses importantes artistas de Curitiba, naquela época. O livro também traz um panorama, de autoria do jornalista José Carlos Fernandes, do cenário artístico curitibano, naquela época.


A curadoria ficou a cargo do professor e crítico de arte Fernando Bini, que apresenta, no livro, um texto sobre as influências e relações entre os artistas. No capítulo “Texto e imagem, escritura e pintura: Masanori Fukushima”, escrito por Bini, ele conta que Masa acreditava na “universalidade da arte”:

“Por ser um viajante constante entre dois mundos, o Oriente e o Ocidente, Masa sempre viu como necessário compreender os elementos particulares, e mesmo regionais, de cada situação artística”.

Sendo assim, em Curitiba, Masa se integrou às atividades artísticas da cidade frequentando e fazendo cursos nos mais diversos ambientes, entre eles as oficinas de Gravura do Solar do Barão e os cursos do Museu Alfredo Andersen, além de ser figura presente nas reuniões da Associação Profissional dos Artistas Plásticos do Paraná.


As aulas com Geraldo Leão, no Museu Alfredo Andersen, foram influências importantes na trajetória de Masa, em uma fase mais reconhecida da sua produção, na esfera da pintura ocidental. O intercâmbio cultural entre eles proporcionou uma troca de experiência entre a cultura oriental e a ocidental.

“Masa era como um turbilhão, que absorvia e gerava novidades, que se comunicava incessantemente”, revela Leão, no livro, destacando o legado de Masa que soube mesclar em sua produção artística: “a caligrafia de suas origens orientais com a tradição abstracionista ocidental”.

Foi no atelier de desenho e pintura, também no Museu Alfredo Andersen, que Masa começou a transição entre a figuração e a abstração, durante as aulas com a professora e artista Dulce Osinski, no final da década de 1990 e início dos anos 2000. O livro revela que Dulce tinha como método o de preservar o caminho próprio de cada um. “Suas obras mesclavam figuração e abstração, influenciadas pela tradição e linguagem oriental”, relatou no livro.


Contrapartida Social O projeto foi executado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, e realizado pela Nexo Cultural com a captação de recursos pela Sauí Responsabilidade Social, com incentivo da Universidade Positivo e Colégio Positivo. Como contrapartida social, serão realizadas diversas ações educacionais voltadas aos estudantes de escolas municipais e um hotsite que apresenta os artistas e suas obras.


Serviço:

Exposição “Retratos do cenário artístico de Curitiba dos anos 2000 - Convivência e influências: Amigos do Masa”

Até 11 de março de 2023

De terça a sábado, das 14h às 18h. Local: Museu Guido Viaro

Rua XV de Novembro, 1348 - Curitiba PR

A entrada é franca.

Para visitar o museu é necessário agendamento pelo telefone (41) 3018-619498.


Informações: Brisa Teixeira

10 visualizações
bottom of page