Buscar

Grupo Fato lança primeiro clipe do novo álbum dia 26 de fevereiro


Para marcar os 25 anos do Grupo Fato, comemorados em 2019, e iniciar a programação de lançamento do 9º álbum – “Claro Movimento” – o grupo paranaense vai lançar o primeiro clipe do novo trabalho, gravado em Curitiba, com produção musical do cantor e compositor João Cavalcanti, filho de Lenine.


A música escolhida para o primeiro clipe foi “Lembra?”, de Ulisses Galetto com letra de Marcelo Sandmann. O clipe tem direção do cineasta Luciano Coelho. São 25 anos do grupo condensados em um clipe de três minutos, duração da música. O  clipe estará nas páginas oficiais das redes sociais do grupo e YouTube no dia 26 de fevereiro.


O clipe é o primeiro de uma série de quatro vídeos das músicas do novo álbum, com diferentes diretores convidados, e que fazem parte da estratégia de lançamento no que acontece em abril. A turnê, além de Curitiba, vai passar por Porto Alegre, Buenos Aires e Montevideo.


Lembra?

A primeira, das quatro músicas do álbum que vão ganhar clipes, traz a pitada nostálgica inerente à passagem do tempo. “Lembra quando éramos jovens e tudo era sonho?”, diz um trecho da música. Para gravar o clipe, o cineasta Luciano Coelho mergulhou em uma ampla pesquisa sobre a trajetória do grupo, com quem já trabalhou outras vezes.

“O grupo me passou caixas e HDs com fotos, vídeos e matérias sobre estes 25 anos de história. Mergulhei na trajetória deles e optei por construir o clipe como se fosse um pequeno documentário, que inclui desde fotos dos integrantes ainda crianças até imagens das várias formações, seus integrantes e também dos shows. É a emoção de cada momento representado nestas imagens somada à beleza musical e poética da canção que dão o tom do resultado final”, conta Coelho.


Para ele, rever essa trajetória é perceber a consistência do trabalho do Grupo Fato nestes 25 anos.


“Foram anos de uma produção constante, de qualidade musical e poética indiscutível. Vários integrantes passaram pelo Fato e este manteve sua identidade musical, com transformações e inovações que foram aprimoradas com o passar do tempo. Os últimos álbuns, como “Próximo”, mostram a maturidade do trabalho. As diversas parcerias e interações com músicos de todo o país, como Lenine, Pedro Luís, Arthur de Faria, Maurício Pereira ou Antonio Saraiva, mostram como a música do grupo é admirada por seus pares. É uma pérola da cultura e das artes do Paraná”, considera.

Fato

Desde a sua formação, em 1994, o grupo já gravou oito álbuns, dois DVDs, um livro de partituras e diversos vídeos. Em 2014, o álbum “Próximo”, sétimo álbum do grupo, conquistou a 28ª posição entre os 100 Melhores Lançamentos da Música Brasileira de 2014 do site Embrulhador.com, do jornalista Ed Félix. O CD teve produção musical de Pedro Luís e participações de Lenine e João Cavalcanti, entre outros.


Assista "A Fio", gravado pela Toca Cultural, no SESC Água Verde em 2015.

Atualmente, o grupo é formado por Grace Torres (teclados / voz / tamancos e tamancalha), Ulisses Galetto (baixo / violão / voz / tamancos e tamancalha), Priscila Graciano (percussão / bateria / voz / tamancos e tamancalha), Daniel Fagundes (voz / guitarra / percussão/ tamancos e tamancalha) e Andrezza Prodóssimo (voz/ acordeon / teclados / percussão corporal / tamancos e tamancalha).


O cineasta

Formado na Escuela Internacional de Cine y Televisión de San Antonio de Los Baños, em Cuba, o diretor, produtor, documentarista e roteirista Luciano Coelho é responsável por projetos, documentários e filmes nacionais premiados em todo o Brasil, como “O Fim do Ciúme" (2002)” que ganhou, entre outros prêmios, dois kikitos no Festival de Gramado.


Recentemente lançou o longa "A Linha Fria do Horizonte", que aborda a música do Sul e fronteiras (Rio Grande de Sul, Uruguai e Argentina), exibido também no Canal Brasil. Com o Grupo Fato já dirigiu o DVD + Próximo, lançado em 2018, e o clipe da música Vagabundo II, com a participação de Pedro Luís.


A música

Conheça a letra de “Lembra?”, que virou clipe gravado por Luciano Coelho


Lembra quando éramos jovens

Jovens demais?

E tudo era sonho

Sonhos demais

Vida cantava só canções ao sol

Num céu azul tão sem fim

Lembra quando éramos jovens

Jovens demais?

O tempo nos pegou


Lembra quando éramos belos

Belos demais?

O mundo era nosso

Nosso demais

Deuses dançavam ao redor

Num cordão, tantas mãos entre as mãos


Lembra quando éramos belos

Belos demais?

O tempo nos feriu sem dó


Lembra quando éramos fortes

Fortes demais?

A gente queria

Mais, sempre mais

Nada bastava ao coração

Amares largos, longo singrar

Lembra quando éramos fortes

Fortes demais?

O tempo não parou

E ainda estamos por aqui


Música: Ulisses Galetto

Letra: Marcelo Sandmann


*Projeto realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura: Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba.

Incentivo: Opus Múltipla e House Cricket.

Apoio: OQ Produções e UG Audio.



33 visualizações