top of page
Buscar

Kadu Moliterno estreia em Curitiba espetáculo de Augusto Cury

Apresentação será no sábado, 2 de março, no Teatro Bom Jesus.

Kadu Moliterno retorna aos palcos (Divulgação)

O "Futuro da Humanidade" é o novo espetáculo do renomado psiquiatra Augusto Cury, que chega em Curitiba neste sábado, 2 de março, e marca o retorno do ator Kadu Moliterno aos palcos. A peça é uma adaptação do romance de Augusto Cury, considerado o psiquiatra mais lido no mundo.


Essa é a quinta obra do autor que ganha os palcos, antes já foram montados “O Vendedor de Sonhos”, “O Homem mais Inteligente da História”, “Nunca Desista de seus Sonhos” e “A Turma da Floresta Viva”, todos com grande sucesso de público com mais 450 mil espectadores.


A trama narra a história de Marco Polo, um jovem psiquiatra idealista, que se rebela contra os métodos de tratamento psiquiátrico impostos por seus superiores, onde o uso de psicotrópicos se sobrepõe à terapia psicológica e as questões que envolvem a mente de cada pessoa como um ser único.


Explorando a mente e a alma humanas, ele desenvolve suas próprias teorias e terapêuticas, defendendo uma abordagem humana e individualizada da saúde mental, enquanto luta pelo amor de uma mulher insegura e problemática, que esconde dele um grande segredo.


O Futuro da Humanidade, de Augusto Cury | Divulgação

O texto foi adaptado para os palcos pelo próprio Cury e também pela roteirista Ingrid Zavarezzi que diz ter ficado muito honrada e feliz por ter tido a oportunidade de adaptar para o teatro o livro “O Futuro da Humanidade”.


Ela também já havia sido responsável pela adaptação de “Nunca Desista de Seus Sonhos”, a outra obra mais recente do escritor para o teatro.


“Os assuntos abordados são tão relevantes nesses tempos sombrios que atravessamos, como a depressão, a ansiedade e a importância da psicoterapia. Espero que essa história de superação e esperança toque muitos corações e possa emocionar e inspirar o público, assim como o livro me emocionou e inspirou”, relata Zavarezzi.

O espetáculo também marca o retorno aos palcos de Kadu Moliterno, após 10 anos. “Estar nessa peça de Augusto Cury, com direção de Rogério Fabiano é um presente aos meus 53 anos de carreira” conta Kadu.


Essa é uma história de esperança e de coragem, que mostra como um jovem idealista desafiou o complexo universo dos tratamentos psiquiátricos tradicionais através dos seus sonhos e ações, defendendo terapias mais humanas e sensíveis às histórias e aos sentimentos dos pacientes, respeitando a individualidade e a identidade de cada um.


“Um espetáculo necessário, onde os sentimentos mais bonitos do ser humano são revistos e refeitos e então vividos profundamente…o amor, a amizade e a felicidade, costuram essa tocante encenação” afirma o diretor Rogério Fabiano, que está dirigindo pela segunda vez um texto de Augusto Cury. O produtor Luciano Cardoso, CEO da “Applaus – Arte Y Alma”, produtora responsável por todas as adaptações das obras do escritor para o teatro, reforça: “As obras do Augusto Cury nos trazem reflexão e a busca de sermos seres humanos melhores para nós mesmos e para uma sociedade mais humana, mais empática.


Realizarmos a quinta montagem teatral em cinco anos e tendo em especial o reconhecimento do grande público com cerca de meio milhão de pessoas já tendo prestigiado estas obras por todo país, só reforça o quanto precisamos de cultura e de mensagens construtivas que reforcem o propósito e o que mais importa na vida: o amor, a amizade e as relações humanas saudáveis”.

Inspirado na própria experiência do autor, o psiquiatra Augusto Cury, o espetáculo aborda temas como a saúde mental, a ética médica, o preconceito e a discriminação da sociedade em relação às pessoas que sofrem com problemas de saúde mental.


Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 23 milhões de brasileiros, ou seja, 12% da população, apresentam sintomas de transtornos mentais, lembrando que esses números não são precisos por conta da imensa taxa de subnotificação.


As pessoas têm medo de dizer que sofrem de algum transtorno mental para fugir, muitas vezes, do preconceito. E esse preconceito leva ao agravamento dessas condições, que têm aumentado sobretudo entre crianças e adolescentes.


FICHA TÉCNICA:

Adaptação: Ingrid Zavarezzi e Augusto Cury

Direção: Rogério Fabiano

Elenco: Kadu Moliterno, Guilherme Uzeda, Pedro Pilar, Thalita Drodowsky, Silvana França e Rodrigo Banks

Direção geral de produção: Luciano Cardoso

Direção de movimento: Ciro Barcelos

Direção musical e trilha sonora: Miguel Briamonte

Cenografia e figurinos: Ciro Barcelos

Assistente de cenografia: Fernando Callegaro

Criação de luz: Thiago Claro França

Técnico Responsável: Magnus Nicollas

Coordenação de Programação: Tay Lopes

Produção Administrativa Financeira: Rafael Sandoli

Assistente de Produção: Magnus Nicollas

Tourmanager: Silvana França

Coordenação de Comunicação: Bruna Freitas

Edição de Vídeos: Agência Alwa

Design gráfico: Lucas Peixoto

Gestão tráfego digital: ATMKT

Assessoria jurídica: SVM Advocacia

Assessoria registro de marcas: Ranzolin – Propriedade Intelectual

Promoção: Dreamsellers

Realização: Applaus Arte Y Alma SERVIÇO:


Serviço:

O Futuro da Humanidade - ESPETÁCULO TEATRAL

Local: Teatro Bom Jesus – Rua 24 de Maio, 135 – Centro

Data: 02 de março (SÁBADO)

Horário: 20h

Duração: 90 min.

Classificação Indicativa: 10 anos



Informações: Angélica Alves


28 visualizações

Коментарі


bottom of page