Buscar

Mulamba lança feat com BadSista em clipe dançante e empoderado

Versão eletrônica do funk presente no álbum de estreia da banda tem videoclipe dirigido por Leticia Futata. |

FOTO: Mulamba por Luciano Meirelles

Gravado na capital paranaense, o videoclipe é cru e sem muita produção. Em cena, as dançarinas Bety Damballah Jacu Cool, Flá Massali, Flavia Pereira e Majo Farias se expressam livremente por diferentes locais da cidade, representando o empoderamento feminino tão característico nas canções da Mulamba e, em especial, nessa música.


“Assim que as meninas me falaram sobre o remix, achei importante que ele tivesse algum tipo de material audiovisual e que dialogasse com a música, mas não de uma maneira super literal. Por isso, escolhemos a dança freestyle, mostrando um pouco das diferenças das personagens e o ponto onde elas se encontram, que é na dança. A música e a dança andam uma do lado da outra, acho legal uma arte endossando a outra”, explica Futata.

Assista “Espia Escuta Remix” (feat. BadSista):

O funk foi destaque no álbum de estreia do sexteto, Mulamba (2018), e é um dos pontos altos nos shows. Composta por Cacau de Sá, uma das vocalistas, denuncia de forma pragmática as vulnerabilidades femininas e exalta a vivência diária de mulheres livres, protagonistas e suas identidades. Além disso, ganha clipe produzido e dirigido por Leticia Futata, parceira de longa data da banda curitibana.

Para potencializar o alcance da canção, convidaram BadSista para fazer parte do projeto através do remix. “A gente quer que esse remix chegue nas pistas das festas, nas quebradas com a força que a música merece. Queríamos que ela fosse trabalhada por alguém que desse esse peso que precisava, então pensamos que ninguém melhor do que a BadSista que, para gente, é referência de produção musical eletrônica e principalmente ícone quando se trata de música para botar a raba pra dançar”, explica Amanda Pacífico, a outra vocalista.

O funk, agora eletrônico, “se renova como manifesto tecnológico a partir das mãos de BadSista. Um encontro urgente de potências artísticas para espalhar a realidade não vista”, define Érica Silva, guitarrista da banda.

21 visualizações