Buscar

Pêssankas, banduras, flores e fitas. As tradições ucranianas no coração do Poltava

Desde 1981, grupo folclórico preserva a cultura da Ucrânia no Paraná.|

A independência da Ucrânia, conquistada em agosto de 1991, é uma das datas mais importantes para a comunidade ucraniana de Curitiba. E este ano, a celebração, mesmo com a pandemia de coronavírus, não passará em branco.


No próximo dia 26, às 20h, o Grupo Folclórico Ucraniano Poltava será a atração de mais uma noite de apresentações do 59º Festival Folclórico de Etnias do Paraná, em sua primeira edição virtual.


Nas redes oficiais do Festival (Facebook e Youtube), serão exibidos os melhores momentos das danças do grupo, apresentadas no palco do Teatro Guaíra, em edições anteriores do Festival, que já é tradição todos os anos em Curitiba. Um programa que deve contar também com os comentários ao vivo de seus coordenadores, numa referência especial às conquistas e tradições ucranianas.



Brasilio Sergio Nogas, relações públicas do Poltava, participa do grupo folclórico desde sua fundação em 1981. Ele conta que, normalmente, nesse primeiro semestre, o grupo teria realizado vários ensaios e preparativos para o evento. Mas com a impossibilidade dos encontros presenciais, o jeito foi se reinventar.

“Os encontros presenciais estão interrompidos, mas mesmo à distância nossos participantes encontraram maneiras de manter o contato com o folclore. Celebramos o Dia Mundial da Dança e o Aniversário de 39 anos do Grupo Poltava com vídeos gravados em casa por dançarinos, músicos e coralistas”.

Assista:

O vídeo mencionado por Nogas foi publicado nas redes sociais do grupo, com a canção Многая Літа (Mnohaia Lita), numa forma muito criativa de desejar vida longa e saúde a toda comunidade ucraniana, em especial aos profissionais que trabalham na linha de frente no combate ao Covid-19.


“Desenvolvemos algumas atividades também para que o público externo pudesse continuar conhecendo a cultura ucraniana. Como um passo a passo do bordado em ponto cruz, sugestão pra aproveitar o isolamento com muita criatividade”.


O Poltava conta hoje com aproximadamente 330 pessoas, que integram os grupos infantil, infantojuvenil, juvenil, adulto, master, sênior, orquestra, coral e o grupo de banduristas.


Aliás, as banduras sempre encantam o público, em especial pela presença de crianças bem pequenas que, desde cedo, tocam o instrumento típico com muita delicadeza.



“Estamos fisicamente mais distantes, e acho q isso e a principal mudança. As apresentações os eventos presenciais estão cancelados desde o início do isolamento. E vamos continuar assim até que tudo volte ao normal. A nossa prioridade no momento é a saúde e o bem estar de todos os nossos componentes”, destaca Brasilio Nogas.


A falta dos palcos e das apresentações tem sido aliviada nessa esperança, num sentimento comum a todos, para que os profissionais da área da saúde encontrem logo uma vacina para o combate ao coronavírus e as atividades sejam retomadas em breve.


“Sem dúvidas, sentimos uma falta enorme das apresentações, das viagens, dos eventos, das festas mas temos certeza que, tão logo tudo isso acabe, vamos ter muitos motivos e oportunidades para comemorações”.


Neste momento, ensaiar e realizar apresentações de máscaras não está nos planos do Poltava. Assim como outros grupos folclóricos já nos relataram, se for preciso, eles também encontrarão uma maneira de fazer esta adaptação.


“Entendemos que dançar com máscaras ainda não garante totalmente a segurança, devido a proximidade física que temos em nossas danças. Mas estamos seguindo dia a dia todas a recomendações e cuidados, e em nosso retorno, atuaremos de acordo com todas as normas de segurança”.

Por fim, Brasilio Sergio Nogas deixa uma mensagem de otimismo para a comunidade ucraniana.

“A nossa mensagem é que todos continuem firmes durante esse período. Se mantenham conectados em nossas tradições. Compartilhem com a família e com os amigos tudo o que for possível referente ao folclore e continuem vivendo essa cultura maravilhosa mesmo que "remotamente”.

Galeria de algumas fotos do Poltava nos últimos Festivais:

2019


2018 II


2018


2017


2016

0 visualização