top of page
Buscar

Plebe Rude e mais de 40 atrações estarão no Festival Crossroads este ano, em julho

Evento será realizado pela primeira vez na Pedreira Paulo Leminski e Ópera de Arame.

Plebe Rude | Foto: Caru Leão

Serão mais de 15 horas com o melhor do rock n’roll, dividido em seis palcos especiais, que estarão espalhados pelo Parque das Pedreiras, complexo que contabiliza mais de 100 mil m², reunindo ainda muita arte, gastronomia, esporte e cultura.


Mais de 40 atrações musicais fazem parte do line-up, entre nomes de projeção nacional, tributos a ícones da música mundial, destaques da cena curitibana, grupos autorais e outros revelados durante o “Cross Originals”, projeto do Bar Crossroads que tem o objetivo dar visibilidade a grupos autorais.


Com mais de quatro décadas de história, a Plebe Rube é um desses nomes que marcam presença no Festival Crossroads – Dia Mundial do Rock. O grupo de Brasília, que é referência do punk rock nacional, foi um dos primeiros a tocar na Pedreira Paulo Leminski, quando o local ainda levava o nome de Pedreira do Pilarzinho, em 1991. A banda é responsável por sucessos como “Proteção”, “Até Quando” e o mais recente “68”, que fala sobre a censura da época política do Brasil e do mundo na década de 1968.


Outro nome de destaque é a Black Pantera também retorna para mais uma apresentação memorável no festival. O grupo mineiro, cujo nome é uma homenagem aos Panteras Negras, já subiu ao Palco Sunset do Rock in Rio e aposta no trash metal com letras que abordam temas como racismo e discriminação, já tendo lançado três álbuns: Project Black Pantera (2015), Agressão (2019) e Ascensão (2022);


Confira um trechinho da apresentação da banda no festival do ano passado:

“Depois do sucesso do Black Pantera no Palco Dia Mundial do Rock em 2022, não tinha como deixar os caras de fora da nova edição. O público pediu muito o retorno dos mineiros pelas nossas redes sociais e agora eles retornam para mais um show”, comenta AlessandroReis, idealizador do Festival Crossroads.

A banda Sinistra também está confirmada. Formada por grandes nomes do metal, sendo Nando Fernandes (vocal, ex-Hangar e Cavalo Vapor), Edu Ardanuy (guitarra, ex-Dr. Sin), Luis Mariutti (baixo, Shaman e ex-Angra) e Rafael Rosa (bateria, ex-Andre Matos), o grupo levará o seu heavy metal para os curitibanos; assim como a Gangrena Gasosa, que é conhecida por incorporar elementos da umbanda e religiões de afro-brasileiras com seu trash metal, formando o Saravá Metal; a Icon of Sin, com seu heavy metal tradicional liderado por Raphael Mendes, conhecido por seu vocal semelhante ao de Bruce Dickinson, do Iron Maiden; e a Hillibiiy Rawhide, precursora do Contry Rock Alternativo no Brasil, também.

Alessandro Reis, idealizador do festival, e Patrick Cornelsen, da Planeta Brasil | Foto: Fernanda Goularte

Para os fãs do bom e velho hardcore, a D.F.C - Distrito Federal Caos é um dos destaques do line. Com quase 30 anos de história, o grupo já lançpu seis álbuns e traz críticas e sarcamos em suas composições que retratam a sociedade brasileira.


Outro nome que retorna para mais uma edição é o grupo Syd Vinicius. A banda, que mantém a formação original desde 1996, sendo Adriano Antunes (voz e violão), Vander Ferreira (bateria), Nonino Neto (guitarra) e Rodrigo Panzone (baixo), já recebeu o prêmio de Saul Trumpet de música como Melhor Grupo de Rock e conta com sucessos como “Na Coreografia do Momento”, “A Mudança”e “Até o Fim da Festa”.


Reveladas no projeto Cross Originals, a Mumbai Express, com seu rock instrumental psicodélico; a Landfall, com seu rock melódico clássico com pitadas de distorção; e a Macumbazilla, que vem ganhando cada vez mais espaço no rock/metal nacional após o lançamento do seu primeiro álbum “...At a Crossroads; e a Zion’z , com o seu reggae metal, também se apresentam.


Afoostic, tributo a Foo Fighters, está confirmado no line-up | Foto: Faena Rossilho

Tributos aos deuses do rock

As bandas dedicadas a grandes nomes do rock n’roll não ficariam de fora da edição 2023.

Estão confirmados o TN/She, único tributo do mundo formado por mulheres e dedicado ao AC/DC; o Afoostic, consagrado como o melhor tributo ao Foo Fighters do Sul do Brasil; a F4T (Tributo a Charlie Brown Jr.); o Linkin Park Cover Brasil; CPM 22 Cover Brasil; CWKnot (Tributo a Slipknot); Mein Teil(Tributo a Ramstein); Raimundera CWB (Trib Raimundos); Pigs and Diamonds (Tributo a Pink Floyd); King Nothing (Tributo a Metallica); Right Back (Tributo a Sublime); The Vedders (Tributo a Pearl Jam); Marley in Concert ( Tributo a Bob Marley); Sulround (Tributo a Red Hot Chilli Peppers); Iron Clan + Raphael Mendes (Tributo a Iron Maiden); Crackerjack (Tributo a Rolling Stones e The Beatles); Backstage (Tributo Aerosmith, Queen e Bon Jovi); PennyBack (Tributo a Creed e Nickelback); e RightBack (Tributo a Sublime).


Ainda completam o line-up, os grupos Lady Die, Lenhadores da Antártida, Radiophonics, Suicide Blonde, República Pine, Válvula Vapor, The Elder, Vivo Trio e Rockids (Rock para crianças).

Um palco dedicado à música eletrônica e suas vertentes também faz parte da edição 2023 do Festival Crossroads – Dia Mundial do Rock. No espaço, estão confirmados Aka Dias + Onlyjah, DJ COM + BAB5, Double, Foletto, Soundman Pako, Scabeni, Wesley Razzi.


TNShe é o único tributo ao ACDC do mundo formado apenas por mulheres | Foto: Vinicius Grosbelli

Confira o Line-up completo:

Afoostic / Backstage / Black Pantera / Clash Bulldogs / CPM 22 Cover Brasil / Crackerjack / CWKnot / D.F.C / F4T / Gangrena Gasosa / Hillbilly Rawhide / Icon of Sin / Iron Clan + Raphael Mendes / King Nothing / Lady Die / Landfall / Lenhadores da Antártida / Linkin Park Cover Brasil / Macumbazilla / Marley in Concert / Mein Teil / Mumbai Express / Pennyback / Pigs and Diamonds / Plebe Rude / Radiophonics / Raimundera CWB / República Pine / Right Back / Rockids / Sinistra / Suicide Blonde / Sulround / Syd Vinícius / The Elder / The Vedders / TN/She / Válvula Vapor / Vivo Trio / ZION’z

Crosshouse: Aka Dias + Onyjah / DJ MCO + BAB5 / Double / Foletto / Soundman Pako / Scabeni / Wesley Razzi


Gastronomia, skate e Walk this way

Uma área gastronômica com opções democráticas, áreas de descanso e espaço kids fazem parte do layout do festival, promovendo conforto e facilidades para quem for curtir o evento.

“Ainda teremos um espaço dedicado ao mundo do skate, como no último ano. O públicou participou em peso das aulas de skate e o sucesso foi tante que a Skate Street está mais do que confirmada”, diz o idealizador do festival.

Para este ano, o festival preparou a Walk This Way, nome que faz referência à famosa canção do Aeromith, e consiste em uma rua que abrigará serviços como Flash Tattoo, e feira de vinil. Outra novidade será a exposição especial de carros antigos. “O rock não é somente guitarras e sons de distorção. O rock transcende à sonoridade e anda lado a lado com a moda e cultura do automobilismo. Cadillacs, Camaros e Mavericks são alguns dos carros que remetem ao estilo musical, por exemplo”, completa.


Relembre um pouquinho da apresentação da LANDFALL que retorna ao palco do festival este ano:

Layout inédito na Pedreira

Considerado do maior palco aberto da América Latina, a Pedreira Paulo Leminski conta com mais de 100 mil m² de área e capacidade para cerca de 30 mil pessoas. Por lá, já passaram nomes como Kiss, Iron Maiden, Bon Jovi, Gun’s N Roses, e inúmeros ícones da música mundial. Para o Festival Crossroads, um lay-out inédito foi projetado para que os seis palcos pudessem ser montados de forma funcional e sem invadir a sonoridade do outro.

"Todo mundo que está acostumado a frequentar shows na Pedreira já imagina logo um palco único montado, mas para o Festival Crossroads, preparamos uma estrutura com vários palcos e uma dinâmica bem pensada para a melhor circulação e diversão de todos”, finaliza Reis.

Fique por dentro das novidades da edição 2023 por meio da rede social oficial do festival (Instagram|@festivalcrossroads).


O Festival Crossroads – Dia Mundial do Rock é uma realização do Bar Crossroads, referência na cena rock n’roll da capital paranaense desde 1997, e da Planeta Brasil.


Data oficial Dia Mundial do Rock – O dia 13 de julho é considerado a data oficial do Dia Mundial do Rock, fazendo refeRência ao Live Aid, um evento de proporção mundial que ocorreu em 1985, reunindo grandes artistas com o objetivo de angariar fundos para acabar com a fome.


Serviço:

Festival Crossroads – Dia Mundial do Rock Data: 15 de julho de 2023 Local: Pedreira Paulo Leminski e Ópera de Arame (R. João Gava – Abranches) Ingressos: A partir de R$100 (meia-entrada) pelo Cheers Crianças de até 9 anos não pagam entrada. Classificação: 18 anos Rede Sociail: Instagram|@festivalcrossroads Realização: Bar Crossroads e Planeta Brasil Line-up: Afoostic / Backstage / Black Pantera / Clash Bulldogs / CPM 22 Cover Brasil / Crackerjack / CWKnot / D.F.C / F4T / Gangrena Gasosa / Hillbilly Rawhide / Icon of Sin / Iron Clan + Raphael Mendes / King Nothing / Lady Die / Landfall / Lenhadores da Antártida / Linkin Park Cover Brasil / Macumbazilla / Marley in Concert / Mein Teil / Mumbai Express / Pennyback / Pigs and Diamonds / Plebe Rude / Radiophonics / Raimundera CWB / República Pine / Right Back / Rockids / Sinistra / Suicide Blonde / Sulround / Syd Vinícius / The Elder / The Vedders / TN/She / Válvula Vapor / Vivo Trio / ZION’z; Crosshouse: Aka Dias + Onyjah / DJ MCO + BAB5 / Double / Foletto / Soundman Pako / Scabeni / Wesley Razzi

8 visualizações

Comments


bottom of page