© 2015 por Lana Seganfredo & Toca Cultural.

Cia Filhos da Lua, 40 anos dedicados ao teatro de bonecos. Programação comemorativa começa neste sábado com espetáculos em Curitiba.

14.08.2019

 

Em quatro décadas de história, a Cia Filhos da Lua tem muito a comemorar! Ao longo desses anos todos, mais de 30 espetáculos foram montados. E é um pouco dessa extensa trajetória que a companhia apresenta durante os meses de agosto e setembro, para comemorar com o público, em diversos espaços culturais de Curitiba. A primeira etapa dessa viagem no tempo será entre os dias 17 e 25 de agosto, aos sábados e domingos, no Guairinha, onde a companhia apresenta duas de suas montagens mais recentes para o público infantil: “A Menina e o Lampião” e “O Cavalo Branco de Muriah”.

 

Além dos espetáculos, o público poderá conhecer a história da Cia Filhos da Lua em uma exposição de bonecos e de materiais cênicos datados desde as primeiras produções, iniciadas em 1979. Desde a sua fundação, a Cia Filhos da Lua vem trilhando um caminho original na produção cênica contemporânea com montagens que refletem a pesquisa da integração do Teatro de Bonecos com o teatro de figura humana e com diversas formas de expressões artísticas como: música, dança, artes visuais e literatura.

 

“A Cia Filhos da Lua passou por diversas fases ao longo desses 40 anos de estrada, sempre escrevendo e encenando uma dramaturgia que conversa de perto com todas as idades, e bebendo na fonte da poesia e da cultura popular brasileira em suas produções”, afirma o diretor e dramaturgo Renato Perré.

 

Perré é figura chave na companhia, que também é composta pelo filho, o ator e músico Candiê Marques, e parceiros de projetos como Mauro Zanata, Adriano Esturilho, Doriane Conceição, Rafael Barreiros, Judy Fiorezi, Carolina Maia, Cia dos Palhaços, entre outros. O fruto desde trabalho são alguns prêmios de peso como Gralha Azul, edital Oraci Gemba e prêmio Funarte de dramaturgia. 

 

Os 40 anos da Cia Filhos da Lua também serão comemorados de 29 de agosto a 01 de setembro, no Teatro Zé Maria Santos, com uma programação para jovens e adultos composta pelos espetáculos “Teatro, Que História É Essa?” e “Tempo - Tragicomédia Inacabada”. E, para finalizar, de 14 a 22 de setembro a programação acontece no Espaço Fantástico das Artes, novamente com mostra de espetáculos para o público infantil: “Aniversário de Palhaço o que é?”, “Terezinha - História de Amor e Perigo” e “Gato e Dona Chica”. Toda a programação é gratuita e acessível para família.

 

Projeto realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura. Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba. Incentivo: Bosh e Ebanx

 

 

Serviço

 

Programação Infantil

Local: Guairinha

 

“A Menina e o Lampião”

 

17 e 18 de agosto, às 16h

 

Sinopse: A Menina e o Lampião narra a difícil e divertida missão por qual passam dois atores; fazer a menina Mirandolina esquecer seus medos e dormir.  Para vencer esse desafio, eles contam com a ajuda preciosa de um velho lampião, que, por ter passado a vida escutando fábulas contadas sob a sua luz, tornou-se também um excelente contador e cantador de histórias.

 

Concebida pelos músicos e atores Candiê Marques e Doriane Conceição, a montagem conta com a participação na dramaturgia de Renato Perré e direção cênica de Dico Ferreira.

 

 

“O Cavalo Branco de Muriah”

 

24 e 25 de agosto, às 16h

 

Texto e direção - Renato Perré

Elenco: Analu Guimarães, André Daniel, Doriane Conceição, Candiê Marques e Renato Perré

 

Cenografia: Guenia Lemos

Figurino: Fabianna Pescara e Renata Skrobot.

 

Sinopse: Montado com bonecos de animação direta, música ao vivo e figura humana, o texto do Cavalo Branco de Muriah apresenta o tema da inclusão sensível dos deficientes físicos na sociedade. De maneira lúdica e poética conta a história de um menino que após uma queda de cavalo fica com os membros inferiores paralisados. Porém, este menino chamado Muriah, não perde a alegria de viver e em seu cavalo de ferro, sua cadeira de rodas vai atrás de seus sonhos, aventuras e superação.

Programação para Adultos

Local: Teatro Zé Maria Santos

 

 

“Teatro, Que História É Essa?”

 

31 de agosto, às 19h, e 01 de setembro, às 20h.

Direção: Mauro Zanata

Elenco: Renato Perré, Rafael Barreiros e Candiê Marques

Direção: Mauro Zanata

Pesquisa em Dramaturgia: Jorge Vigário e Renato Perré

Cenário e figurino: Claudia Gutierrez

 

Sinopse: Uma homenagem à arte do teatro, mergulhando em sua história rica, complexa e popular, utilizando bonecos, figura humana, máscaras e música ao vivo. Por meio dos personagens Aristides e Brunholo a dramaturgia cria um paradoxo entre a fantasia e o rigor do cotidiano, formando um elo entre a arte e o dinamismo da sociedade contemporânea. Essa ambigüidade faz com que os personagens desenvolvam uma síntese lúdica, poética e histórica do teatro, abordando seus períodos mais significativos: Grécia antiga (tragédia e comédia); teatro medieval; Commédia Dell’Arte; Shakespeare; Bertold Brecht; teatro do absurdo; e teatro brasileiro com homenagem ao dramaturgo, ator e diretor paranaense Laerte Ortega.

 

“Tempo, Tragicomédia Inacabada”

 

07 de setembro, às 19h, e 08 de setembro, às 20h.

Texto: Renato Perré

Direção: Adriano Esturilho

Elenco: Carolina Maia, Doriane Conceição, Candiê Marques e Renato Perré

Cenário e figurino: Paulinho Maia

 

Sinopse: O espetáculo aborda o tema misterioso e polêmico do Tempo, trazendo à tona reflexões que cruzam elementos filosóficos, sociais, científicos e poéticos.  A dramaturgia utiliza elementos do teatro épico contando a aventura de autoconhecimento e de rebelião social do personagem H contra o Grande General e os soldados do Tempo. A montagem mistura elementos do teatro de figura humana, teatro de animação com bonecos, imagens digitais e música.

Programação Infantil

Local: Espaço Fantástico das Artes

 

 “Aniversário de Palhaço o que é?”

14 e 15 de setembro ,às 16h

 

Texto: Renato Perré

Elenco: Analu Guimarães, Candiê Marques e Renato Perré

 

Sinopse: O espetáculo apresenta a divertida família de palhaços Azucrinada durante a organização da festa de aniversário do palhaço (caçula) Churumela. Muitas peripécias sobre o crescimento de um menino acontecem no dia deste incrível aniversário comemorado no Grande Circo da Lona Furada.

 

“Terezinha - História de Amor e Perigo”

21 de setembro, às 16h

 

Texto: Renato Perré

Elenco: Renato Perré

 

Sinopse: Contemplado com o Troféu Gralha Azul de melhor texto para crianças, o espetáculo recria a cantiga “Terezinha de Jesus”. Nessa montagem a companhia utiliza a técnica do teatro de objetos, onde Terezinha é uma colher de pau, o pai é um saca-rolha, a mãe uma panela de pipoca e o primo, Jony Boy, é uma caixa de fósforos disfarçada de príncipe medieval. Dando vida a esses personagens, o ator e diretor Renato Perré brinca, dança e interage com a plateia, oferecendo um espetáculo que proporciona o resgate de momentos e imagens da infância e do mundo afetivo.

 

“O Gato e Dona Chica”

22 de setembro, às 16h

 

Texto e Direção: Renato Perré

Elenco: Renato Perré e Edna Kalil

 

Sinopse: Integrante da série de espetáculo inspirados em “Histórias de Cantigas”, nessa divertida narrativa o Gato, um tocador de violão que mora nos telhados da cidade, acaba ficando preso na casa da Dona Chica Chiquíssima, que, apaixonada, não quer deixar o bichano ir embora. A estória também conta com outros personagens incríveis como: o Peixeiro, a Lua, as Crianças da Rua, um médico veterinário pra lá de maluco e o público que participa ativamente cantando as Cantigas de Roda clássicas da cultura popular brasileira. A montagem utiliza as técnicas de luva e vareta e trilha sonora inspirada nas cantigas e canções populares do Brasil.

 

 

Please reload

Posts Destacados

Noturnall, Mike Portnoy e Edu Falaschi tocam juntos no dia 14, no Espaço Cult

11.11.2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Escreva seu comentário