© 2015 por Lana Seganfredo & Toca Cultural.

MON apresenta a mostra “África, Mãe de Todos Nós: a Música e a Sonoridade”

01.11.2019

A terceira fase da exposição de arte africana promovida pelo Museu Oscar Niemeyer “África, Mãe de Todos Nós: a Música e a Sonoridade” tem início na próxima quinta-feira, 7 de novembro, em Curitiba. A mostra, dividida em três módulos, marca o início de uma parceria entre a instituição e a Coleção Ivani e Jorge Yunes (CIJY), de São Paulo. O terceiro módulo apresentará instrumentos musicais africanos, numa alusão às festividades de fim de ano.

 

A curadoria das exposições é assinada por Renato Araújo da Silva, historiador de Filosofia pela Universidade de São Paulo e coautor, entre outros trabalhos publicados, do livro “África em Artes”.

 

“Neste módulo, a temática estará apresentada por meio de uma seleção de instrumentos musicais de corda e de percussão, com seus sons correspondentes”, explica o curador. “Eles proporcionam uma ambientação e um pequeno espectro dessa imensa sonoridade musical africana, que nos envolve e que tanto nos influenciou”, diz.

Ele comenta ainda que, dada a importância da cultura africana na arte mundial e na formação da cultura brasileira, a presente exposição busca oferecer um olhar que amplie nossa percepção não apenas para o presente como também para o futuro. “À medida que nós, brasileiros, estudamos esse fenômeno e fruímos dessas manifestações artísticas, nos surpreendemos com o quanto essa África tem em comum conosco”, diz o curador. 

 

Também faz parte da exposição o documentário “African Art – The Market of Masks” (2015), do cineasta suíço Peter Heller, exibido no mesmo local. O filme, rodado na Europa e em alguns países africanos, refere-se ao mercado contemporâneo de arte africana tradicional.

 

Sobre o MON

 

O Museu Oscar Niemeyer pertence ao Estado do Paraná. A instituição abriga referenciais importantes da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além da mais significativa coleção de arte asiática da América Latina. No total, o acervo conta com aproximadamente 7 mil peças, mantidas num espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, sendo 17 mil metros quadrados de área para exposições, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina.

 

Serviço:

“África, Mãe de Todos Nós: a Música e a Sonoridade”

A partir de 7 de novembro, no Hall Térreo

Museu Oscar Niemeyer (MON)

Rua Marechal Hermes, 999

Curitiba – Paraná

Please reload

Posts Destacados

Noturnall, Mike Portnoy e Edu Falaschi tocam juntos no dia 14, no Espaço Cult

11.11.2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Escreva seu comentário