© 2015 por Lana Seganfredo & Toca Cultural.

Últimos concertos da OSP em 2019 com o maestro Stefan Geiger

03.11.2019

 

No segundo domingo de novembro, dia 10, às 10h30, no Guairão, a Orquestra Sinfônica do Paraná apresenta os primeiros concertos de sua programação especial para o fim do ano. Com regência do maestro-titular Stefan Geiger, o Concerto Heroico, na semana seguinte, dia 16, às 20h30, será a vez de My Fair Lady. Os ingressos  custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) e estão à venda na bilheteria do teatro e pelo site Ticket Fácil.

 

Concerto Heroico
 

No Concerto Heroico, os músicos da OSP se apresentam ao lado da violinista Sarah Christian, também uma das convidadas para o juri que selecionará novos músicos para a OSP em novembro. Sarah venceu concursos internacionais de violino e tocará com a OSP o Concerto para Violino nº 1, de Max Bruch.

 

Além da peça com a solista, completa o programa a obra Vida de Herói, de Richard Strauss. Esta música faz parte de uma série de poemas sinfônicos do compositor. Nela, Strauss transporta o conceito literário da jornada do herói para a linguagem da música sinfônica. Os cinco movimentos retratam o herói, seus inimigos, sua companheira, suas obras de paz e suas conquistas.

Quem conhece música sinfônica poderá perceber trechos de outras obras famosas de Richard Strauss em Vida de Herói. Os temas de Assim Falava Zaratrusta, Don Quixote e Macbeth aparecem como obras de paz do herói no quinto movimento do poema sinfônico.

 

Para a orquestra, tocar Uma Vida de Herói é um grande desafio. Ao todo, serão 92 músicos no palco. Segundo o maestro-titular Stefan Geiger, a obra exige muita técnica e preparo por parte da orquestra. “É uma obra que demanda muito de cada um dos solistas, mas acima de tudo é uma obra com senso de humor”, disse o maestro.

 

Nessa peça, o compositor deixou mensagens escondidas na música que faziam piadas com Edward Hanslick, um crítico musical da época e principal antagonista de Strauss No movimento em que descreve a companheira do herói, o violino solo imita a voz soprano da esposa de Strauss, discutindo com os sons graves da orquestra que representam o herói.

 

Serviço
Concerto Heroico
Domingo, 10/11, 10h30
Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto – Guairão
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)

 
 
My Fair Lady
 
Atenção fãs da Broadway! O espetáculo My Fair Lady contará com 14 trechos do musical clássico e será cantado ao vivo em português. Os convidados Lina Mendes, Anderson Barbosa, Michel de Souza e o coro Ensemble Projeto Broadway se juntam à OSP para um espetáculo em homenagem a este ícone do teatro musical.
My Fair Lady conta a história de uma jovem florista chamada Eliza Doolittle que se torna o centro de uma aposta entre o coronel Pickering e o professor Higgins. Os dois homens apostam que conseguem fazer a pobre garota se passar por uma duquesa em uma festa da corte apenas dando-lhe aulas de fonética.
 

Com músicas de Friederick Loewe, o musical estreou na Broadway em 1956 e teve Julie Andrews no papel da protagonista Eliza. No concerto do dia 16, a personagem será interpretada pela soprano Lina Mendes, atualmente em cartaz na montagem de O Fantasma da Ópera, em São Paulo, como Christine Daée, a protagonista.

 

Além de Lina, os barítonos Michel de Souza e Anderson Barbosa se juntam ao elenco respectivamente nos papéis de prof. Higgins e Alfred Doolittle, o pai de Eliza. Michel já se apresentou com grandes orquestras, incluindo a Orquestra Sinfônica da BBC no Royal Albert Hall. Já Anderson também está em cartaz em O Fantasma da Ópera, além de ter no currículo prêmios nacionais e internacionais, e passagens por teatros como o Amazonas e o Municipal do Rio de Janeiro.

 

No Brasil, My Fair Lady já foi encenado na íntegra em São Paulo. As versões em português das músicas que serão apresentadas no concerto da OSP são de Claudio Botelho, as mesmas utilizadas nas montagens cênicas da capital paulista. Segundo o maestro-titular da OSP, Stefan Geiger, a escolha das versões em português foi feita pensando na acessibilidade para o público.

“As músicas cantadas em português facilitam a compreensão para o público. Em uma obra como My Fair Lady, que é cheia de humor e detalhes, ter uma boa versão brasileira deixa o concerto muito mais agradável e acessível”, disse o maestro.


Serviço
My Fair Lady
Sábado, 16 de novembro, 10h30
Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto – Guairão
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)
Please reload

Posts Destacados

Noturnall, Mike Portnoy e Edu Falaschi tocam juntos no dia 14, no Espaço Cult

11.11.2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Escreva seu comentário