Buscar

Documentário e exposição fotográfica sobre encarceramento feminino será lançado nesta quinta (06)


Nesta quinta-feira (06), partir das 19h, o Instituto Aurora lança, no Paço da Liberdade (Praça Generoso Marques, no centro de Curitiba), o primeiro filme e exposição fotográfica sobre sistema penitenciário feminino. A entidade trabalha com promoção e educação em direitos humanos no Paraná e a iniciativa faz parte da campanha de 21 dias de ativismo da ONU Brasil, da qual o Instituto Aurora participa até 10 de dezembro, quando se comemora os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

O filme e a exposição “Eu Vejo Flores” se propõem a discutir a violação de direitos básicos a que estão submetidas, pelo menos, 95% das mulheres presas no Brasil. Também busca ampliar a voz dessas mulheres que, antes de serem “corpos aprisionados”, são seres humanos que merecem dignidade, garantia de direitos essenciais e fazem parte da nossa humanidade.

Assista ao trailer:

O filme mostra passagens e depoimentos colhidos durante ações conduzidas pelo Instituto Aurora em unidades prisionais do Paraná. Já a exposição de fotos, revela informações sobre a violência do regime prisional em frases escritas nos corpos de mulheres plurais, como artistas, mães, professoras e estudantes, por exemplo.

No evento também haverá uma roda de conversa com a participação Elizandra Coelho, que já esteve privada de liberdade e participou de projetos do Instituto Aurora, e a professora e advogada Priscilla Placha Sá, especialista em Direito Penal.

Foto: Elis Alves / Instituto Aurora

#InstitutoAurora #DeclaraçãoUniversaldosDireitosHumanos #ONUBrasil #EuVejoFlores #ElizandraCoelho #PriscillaPlachaSá

0 visualização