Buscar

Livro de Nani Góis relembra construção do Museu Oscar Niemeyer


O repórter fotográfico Nani Góis lançou esta semana o livro "O Olho de Curitiba", retrato dos 185 dias de construção do Museu Oscar Niemeyer. Com quase 200 fotografias, selecionadas entre mais de três mil imagens, o livro faz um relato minucioso do cotidiano dos trabalhadores, da pedra fundamental ao arremate final da obra que se tornaria um marco iconográfico da capital paranaense.

“Eu me considero um privilegiado por fazer parte deste grande ex-elefante que se chama MON”, diz Góis no texto de introdução, numa referência ao “elefante branco” que havia se tornado o antigo prédio inaugurado em 1967, em pleno regime militar, para sediar órgãos administrativos do Estado.

Em 2001, o então governador Jaime Lerner decidiu que a edificação – projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer – poderia ser reaproveitada. Conversou com o próprio Niemeyer, que concebeu o projeto do Novo Museu, nome de batismo do MON, inaugurado em 22 de novembro de 2002.

Nani Góis foi testemunha privilegiada dos seis meses de obras: suas lentes registraram cada uma das fases do trabalho, “viu e fotografou cada detalhe desta metamorfose de um prédio de secretarias estaduais no maior museu da América Latina”, como diz o jornalista Nilson Monteiro, responsável pela edição do livro e amigo do próprio Nani há quase 50 anos.

Com 37 mil m² de área construída e 17 mil m² de área de exposição, o MON tornou-se um dos mais importantes museus da América Latina e atrai visitantes de todo o mundo.

FOTOS: DÁLIE FELBERG

Paranaense de Sertanópolis, 67 anos, Nani Góis é reconhecido como um dos maiores repórteres fotográficos do país – várias de suas fotos foram capa da revista Veja no período áureo da publicação, nos anos 1980-90.

No livro, estão depoimentos de personalidades políticas, jornalistas e amigos do autor que acompanharam o início da história do Museu. Além de relatos do próprio Oscar Niemeyer, Jaime Lerner, e da ex-diretora do MON Maristela Requião, a jornalista Claudia Ribeiro conta como foi a cobertura da inauguração em 2003, as impressões e as reações do público diante da dimensão daquela estrutura imponente, de arquitetura impecável.

Lana Seganfredo, jornalista que também vivenciou os trabalhos e exposições do museu até 2010 para um programa temático na TV PR Educativa, destaca uma das mais importantes exposições já realizadas pelo espaço, que trouxe peças históricas do Japão, no ano de 2006. Chamada de "repórter dos museus", ela cobriu centenas de atividades e mostras nacionais e internacionais, com entrevistas exclusivas com curadores e artistas naquele período.

A cerimônia de lançamento do livro contou com as presenças do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano, o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, a diretora do MON, Juliana Wosnika, outras autoridades e amigos do fotógrafo.

#MuseuOscarNiemeyer #NaniGóis #LanaSeganfredo #CláudiaRibeiro #OOlhodeCuritiba #MaristelaRequião #JaimeLerner #JulianaWosnika #AdemarTraiano #dáliefelberg

17 visualizações