Buscar

MUV comemora vinte anos com seis shows gratuitos em Curitiba


O MUV, Movimento Uniformemente Variado, representante da música preta em Curitiba, completa vinte anos em 2019. E para comemorar essa trajetória, o coletivo planejou uma série de seis shows com entrada gratuita, em diferentes espaços da cidade.

Foto: STÉPHANY MATTANÓ

O primeiro show já aconteceu e reuniu centenas de pessoas na Praça Generoso Marques no entorno do Sesc Paço da Liberdade, no início de outubro. O próximo será no dia 10 de novembro em dose dupla: pela manhã no Conservatório de Música Popular Brasileira (Rua Mateus Leme, 66, São Francisco), às 11h30, e às 17h na Praça Zumbi dos Palmares, no Pinheirinho.

No dia 30 de novembro o encontro será na área externa da Casa Heitor Stockler de França (Av. Mal. Floriano Peixoto, 458, Centro), às 16h. E em dezembro serão mais dois shows: no dia 7 na Casa 4 Ventos (Rua da Paz, 51, Centro), às 17h, e no dia 19, o último show, no Centro Cultural FIEP, da Rua Paula Gomes, às 19h.

O público ouvirá grooves variados que transitam entre o samba-soul, jazz, reggae, funk e a influência de Arthur Verocai, Tim Maia, Cartola, Tânia Maria, Milton Nascimento, Carlos Dafé, Funkadelic, Marvin Gaye, James Brown, Jackson Five e muitos outros.

A comemoração ainda inclui o lançamento de um EP com cinco músicas inéditas, dois videodocumentários e o site do grupo. “Estamos celebrando o aprendizado e a evolução que tivemos. Os shows também fortalecem o mês da Consciência Negra e apresentam o melhor que produzimos nessas duas décadas, além de composições inéditas", conta Kátia.

Assista:

O MUV é um projeto musical criado em 1999, no Rio de Janeiro, pelo produtor musical, tecladista, compositor e arranjador Ricardo Verocai e sua parceira, a cantora, compositora e atriz Kátia Drumond. Desde 2005 o projeto migrou para Curitiba e a cada novo ciclo convidam diversas parcerias.

São dois os CDs na discografia da banda: “Os Movimentos”, de 2006, e “Minha Gente Brasileira", de 2011. Suas composições têm participações de Arthur Verocai, Carlos Dafé, Macau, Pato Batoon, Paulinho Branco, Glauco Sölter, Michele Mara, entre outros. Os hits tocam em festas e nas principais rádios de DJs internacionais desde 2013.

No segundo CD, destaque para "Samba da Dona Odete" parceria com Luiz Felipe Leprevost e Alexandre França, que tem arranjo de metais e participação do maestro Arthur Verocai (violão). A música toca na Alemanha, França, Sérvia, Rússia, EUA, Austrália, Itália, Espanha, Canadá, entre outros e ficou em primeiro lugar no conceito dos Djs que receberam a música através do EP “Brazuca 4”, do selo EBS Diggin, do Dj Tahira (SP).

“Criamos um show e um EP com muito carinho e que refletem a nossa trajetória para comemorar esses vinte anos de MUV, a ideia é manter viva a memória e a essência dos grooves de nossas influências musicais através das composições e do público em movimento", diz Verocai.

A programação faz parte do projeto de comemoração dos vinte anos do MUV realizada com recursos públicos através do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, e teve o incentivo do EBANX.

#MovimentoUniformementeVariado #MUV #ConservatóriodeMúsicaPopularBrasileiradeCuri #CasaHeitorStocklerdeFrança #ConservatóriodeMúsicaPopularBrasileira #CasaQuatroVentos #CentroCulturalFIEP #MinhaGenteBrasileira #SambadaDonaOdete #LuizFelipeLeprevost #AlexandreFrança #ArthurVerocai #DiadaConsciênciaNegra

0 visualização