top of page
Buscar

Alexandre Rampazo lança "Orbitar"

Obra publicada pela editora Maralto aborda a maternidade e a metáfora do filho que ficar numa trajetória externa à mãe.

Alexandre Rampas (Foto: Reprodução Instagram)

Ricamente ilustrado, com textos curtos e reflexivos, o livro traz camadas de leitura em que o universo, os mistérios da vida e o silêncio compõem o enredo, que permite novas descobertas em leituras e observações mais apuradas.


Esse é o livro de estreia de Alexandre Rampazo na editora Maralto e tem como objetivo abordar a maternidade e a metáfora do filho que fica numa trajetória externa à mãe. Para as crianças, isso tem fundamental importância, principalmente na formação estética.


A maternidade está social e culturalmente vinculada a ideias de cuidado e de proteção. Amorosa, a mãe alimenta, aquece, ensina e assiste sua criança mesmo quando ela já não é tão pequena e até dispensa certas atenções. Uma dedicação tão intensa e longeva cria entre mãe e filho laços íntimos, que muitas vezes se confundem com dependência e tutela, em detrimento de crescimento e encorajamento para a vida. Nem sempre é fácil entender que viver se aprende, ma não se ensina.


É dessa compreensão - da vida como exercício de experiência e aprendizagem - que é feito "Orbitar, do premiado designer Alexandre Rampazo. Desde o primeiro momento, quando a vida é pouco mais que uma ideia amorosa, aqueles que amam e se dispõem a cuidar são iniciados no exercício de entender que os filhos são outras pessoas com sonhos, desejos, medos e caminhos próprios - ainda que parte de uma história, de uma mãe e de um pai. O amor pressupõe cuidados, mas anuncia perigos, pois são neles que estão a descoberta de limites e os convites para alargamento de fronteiras.


A exposição de nossa pequenez no universo e da imensidão a que somos lançados ao nascer é apresentada de maneira poética e silenciosa nas palavras e imagens de Rampazo. A narrativa também nos convida a ver com delicadeza e sensibilidade que alguns dos vínculos originais entre pais e filhos são rompidos, mas que outros são inaugurados, transformando-se em presença perene e cuidadosa. Como deve ser, de desejarmos que os filhos cresçam e encontrem em torno de quem e do que orbitar.


Sobre e autor


Alexandre Rampazo nasceu e vive em São Paulo. Formou-se em design, é autor de livros ilustrados e artista gráfico. Recebeu importantes prêmios literários como Jabuti, Prêmio Fundação NAcional do Livro Infantil e Juvenil; terceiro lugar no Prêmio da Biblioteca Nacional, Prêmio Fundación Cuatrogatos, Selo Altamente Recomendável FNLIJ, Troféu Monteiro Lobato, entre outros. Seus livros já foram publicados no Brasil, América Latina e Europa.


Para encontrar o livro, acesse o instagram e o Facebook da editora Maralto - @maraltoedicoes.


Informações: Mem & Mem Comunicação

394 visualizações

Comments


bottom of page