top of page
Buscar

Capela Santa Maria recebe pianistas do Duo Aurore nesta quinta-feira (20)

Com entrada gratuita, Renata Bittencourt e Diego Munhoz apresentam obras de Beethoven dentro da série Bravíssimo Concertos.

Bravíssimo Concertos - Beethoven em Duo | Foto: Silvio Simões

A Capela Santa Maria recebe na próxima quinta-feira (20), às 20h, o talento dos jovens pianistas brasileiros, residentes na França, Renata Bittencourt e Diego Munhoz. Com apresentação da especialista Liana Justus, o concerto didático “Beethoven em Duo” faz parte do Bravíssimo Concertos. A entrada é gratuita e pode ser retirada no site https://www.sympla.com.br/ .

O repertório selecionado pelo Duo Aurore reserva três obras importantes de Ludwig Van Beethoven transcritas para piano a quatro mãos. Coriolano, estreada em 1807, é uma das aberturas para orquestra mais conhecidas de Beethoven. A música, de caráter heróico, foi escrita inicialmente como introdução da tragédia do dramaturgo, poeta e diplomata Heinrich von Collin, que conta a história do general do exército romano Caio Marcio Coriolano.


No final da sua vida, Beethoven escreveu a Grande Fuga que era a princípio o último movimento do quarteto de cordas op.130. A peça foi recebida friamente pelo público, tendo sido julgada muito moderna e dissonante. Atendendo ao pedido de seu editor, a Grande Fuga foi publicada à parte e Beethoven escreveu um outro movimento final para o quarteto de cordas. Em 1826, ele decidiu transcrever essa fuga para piano a quatro mãos, que foi publicada em 1827 como Opus 134. Essa partitura ficou desaparecida durante 115 anos e foi redescoberta em 2005.


A Quinta Sinfonia é uma das obras mais conhecidas de Beethoven e as quatro primeiras notas se tornaram as mais célebres da história da música. Em 1829, as nove sinfonias de Beethoven foram editadas numa versão para piano a quatro mãos realizada pelo seu aluno e compositor Carl Czerny. A transcrição da Quinta Sinfonia realizada por Czerny é uma partitura rara e foi encontrada pelo Duo Aurore em uma biblioteca na cidade de Frankfurt na Alemanha.


Sobre o Duo Aurore - O Duo Aurore nasceu quando o pianista brasileiro Diego Munhoz se instalou em Paris em 2010 e conheceu a curitibana Renata Bittencourt. A paixão comum pelo piano a quatro mãos aproximou os dois pianistas e um grande laço de amizade foi criado, tornando-se o “fio condutor” do duo. Ambos são diplomados no curso superior de música de câmara da École Normale de Musique de Paris e obtiveram o diploma de concertista do Conservatoire à Rayonnement Régional de Paris. O Duo Aurore foi premiado no Concurso internacional de piano a quatro mãos de Mônaco em 2016 e também no Concurso da Fundação Cziffra em 2017.


Realização, apoios e patrocinadores – Viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura do Governo Federal, Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura, o Bravíssimo tem incentivo da Supermax, Unimed Curitiba, BRDE, Frimesa, Lar Cooperativa Agroindustrial e Fertipar. O projeto é realizado pela Unicultura com apoio da Prefeitura Municipal de Cascavel, Prefeitura Municipal de Medianeira, Prefeitura Municipal de Curitiba, Publicar Painéis e Rede Costa Oeste de Comunicação, Vision Mídia Exterior e CBN Cascavel.


Serviço:

Bravíssimo Concertos - Beethoven em Duo Data: Quinta-feira, 20 de outubro de 2022

Horário: 20h

Local: Espaço Cultural Capela Santa Maria Endereço: Rua Conselheiro Laurindo, 273 - Curitiba, PR.

Capacidade: 275 pessoas


Programa: LUDWIG VAN BEETHOVEN (1770 – 1827)

Abertura « Coriolano » op.62

Grande Fuga op.134

- intervalo -

Sinfonia n° 5, op.67 em Dó menor

(transcrição para piano a quatro mãos de Carl Czerny)

I. Allegro con brio

II. Andante con moto

III. Scherzo

IV. Finale



Informações: Equipe Zelig Digital

9 visualizações

Comments


bottom of page