top of page
Buscar

Distinta Companhia estreia primeira montagem teatral em Curitiba

"Projeto Herbert Daniel" fala sobre a luta pelo reconhecimento dos direitos e da humanidade de pessoas com HIV no Brasil.

distinta companhia | Foto: Elenize Dezgeniski

A partir do dia 16 de novembro, o Teatro Novelas Curitibanas - Claudete Pereira Jorge recebe a estreia da peça "PROJETO HERBERT DANIEL", primeira montagem da distinta companhia. A temporada segue até dia 17 de dezembro, de quinta a sábado, 20h e domingos, 19h, com entrada franca.


Em cena, um grupo de pessoas se reúne para revisitar o passado do Brasil a partir da ditadura militar. Juntas, elegem Herbert Daniel como a primeira figura através da qual vão olhar para este momento a fim de discutir o que é preciso fazer agora. O que está em jogo é a tentativa destas pessoas em fazer uma reparação em relação a esse passado. Para isso, instauram uma Comissão da Verdade e da Justiça.


O motor propulsor da criação da peça é Herbert Daniel - militante gay, ativo contra a ditadura militar brasileira, envolvido na luta pelo reconhecimento dos direitos e da humanidade de pessoas doentes de aids, logo no começo da epidemia de HIV no Brasil.


O foco da peça é trazer as vozes individuais dos 5 artistas integrantes do elenco. Andrê Francisconi/Trava da Fronteira, Constancia Màtos, Vinicius Medeiros, Vinícius Précoma e Vini Sant vão para cena sem meias palavras, compartilhando suas indignações e as colocando em relação direta com o público. Neste encontro, a música, a dança e a festa estão presentes.


Com dramaturgia de Vinicius Medeiros e direção de Sueli Araujo, a montagem procura reafirmar uma nova imagem de futuro a partir da pergunta: O que se pode fazer de justiça aqui e a partir daqui? Na cena, os artistas organizam uma espécie de levante que, pelo pulso da cena, convida o público a viver uma experiência compartilhada de transformação. Um exercício de imaginação, uma proposta e um convite para imaginar novos futuros.


"PROJETO HERBERT DANIEL" é a peça inaugural da distinta companhia. O grupo nasce do desejo de fundar um laboratório contínuo de pesquisa e colaboração centrado nas temáticas de sexualidade, identidade e em formas contemporâneas de narratividade e dramaturgia.


Além da peça, o projeto oferece no dia 1 de dezembro, às 19h, no Teatro Novelas Curitibanas - Claudete Pereira Jorge, uma ação de interlocução com a médica infectologista Vanessa Strelow, intitulada: Conversando sobre HIV. E, nos dias 09 e 10 de dezembro, na Casa Quatro Ventos, das 14h às 18h30, a oficina: Linguagens da travessia - um olhar sobre as dramaturgias dissidentes, com Ronaldo Serruya. As duas ações são gratuitas

Este projeto é realizado com recursos do Programa de Apoio de incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, com incentivo da Ebanx. Apoio: Casa Quatro Ventos, Blanche Lavanderias, Nina Café, Flor do Dia, Bait Nazha, Casa das Embalagens e Rádio Educativa.


SERVIÇO:

PROJETO HERBERT DANIEL

De 16.11.23 a 17.12.23

qui. a sab. 20h - dom. 19h - entrada franca (retire seu ingresso 1h antes da sessão, na bilheteria do teatro)

*todos os sábados, sessões com tradução em libras

Teatro Novelas Curitibanas - Claudete Pereira Jorge

Rua Carlos Cavalcanti, 1.222 - São francisco, Curitiba/PR. 80.510-040.

(41) 3321-3358 / (41) 99876-3596

@distintacompanhia @rumodecultura



[ação de interlocução] CONVERSANDO SOBRE HIV, com Vanessa Strelow


Nessa interlocução aberta à comunidade, Vanessa Strelow, que é médica infectologista, falará sobre a história do HIV e da Aids no mundo e no Brasil e a situação atual da infecção no Brasil. Serão abordados alguns tópicos como a prevenção da infecção pelo HIV, o diagnóstico da infecção pelo HIV e como é o acompanhamento médico das pessoas que vivem com HIV. Em seguida, haverá espaço para dúvidas e demais comentários do público.


O objetivo da atividade é promover educação em saúde e ajudar a mitigar preconceitos relacionados ao tema.


Dia 01 de dezembro, às 19h - Teatro Novelas Curitibanas - Claudete Pereira Jorge

Entrada franca - retire seu ingresso 1h antes do encontro, na bilheteria do teatro



[oficina] Linguagens da travessia - um olhar sobre as dramaturgias dissidentes, com Ronaldo Serruya.

A proposta da Oficina “Linguagens da travessia: um olhar sobre as dramaturgias dissidentes” é refletir, mapear e dissecar as questões e as categorias que friccionamos quando pretendemos criar obras que tematizam corporalidades que escapam. Como construir uma linguagem outra, descomprometida com a ideia de cânone, e atravessada por vivências que tematizam as forças que se precipitam para fora e além do ideal normativo? Como escrever a partir das quebras de contrato? Como pensar e desenvolver o ato da escrita como ato de desobediência criativa? Como pensar a dramaturgia feita de estilhaços?


Dias 09 e 10 de dezembro, das 14h às 18h30 - Casa Quatro Ventos (r. da Paz, 51)

Entrada franca. Inscrições: https://linktr.ee/rumodecultura



FICHA TÉCNICA:

DIREÇÃO: Sueli Araujo| DRAMATURGIA: Vinicius Medeiros | ELENCO: Andrê Francisconi/Trava da Fronteira, Constancia Màtos, Vinicius Medeiros, Vinícius Précoma e Vini Sant| ASSISTÊNCIA DE DIREÇÃO E OPERAÇÃO DE SOM: Karina Rozek | TRILHA SONORA ORIGINAL: Jo Mistinguett| ILUMINAÇÃO: Nadja Naira | FIGURINO: Amabilis de Jesus| CENOGRAFIA: Vinícius Précoma| PROJEÇÃO E OPERAÇÃO DE LUZ: Paulo Rosa| PREPARAÇÃO CORPORAL: Cinthia Kunifas| FACILITAÇÃO VOCAL: Cauê Ferreira| INTERLOCUTOR CONVIDADO E MINISTRANTE DE OFICINA: Ronaldo Serruya| PALESTRANTE: Vanessa Strelow| CENOTÉCNICA: Fabiano Hoffmann| REALIZAÇÃO: distinta companhia e VINI SANT| PRODUÇÃO: Rumo de Cultura | DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: Diego Marchioro| PRODUÇÃO EXECUTIVA: Cindy Napoli| ASSISTÊNCIA DE PRODUÇÃO: Rebeca Forbeck| CAPTAÇÃO DE RECURSOS: Carol Roehrig| PROJETO GRÁFICO: Pablito Kucarz | REGISTRO FOTOGRÁFICO: Elenize Dezgeniski| REGISTRO AUDIOVISUAL: Lidia Ueta| ASSESSORIA DE IMPRENSA: Fernando de Proença| GERENCIAMENTO DE REDES SOCIAIS: Laura Mello e rpnsee.




Informações: Fernando de Proença

14 visualizações

Comments


bottom of page