top of page
Buscar

Galeria Ybakatu completa 28 anos e apresenta a exposição “dejavu”, de C. L. Salvaro

Obras do artista curitibano proporcionam experiência singular, que desafiam a forma como percebemos o mundo ao nosso redor.

Galeria Ybakatu e a exposição "dejavu", de C L Salvaro | Foto: Kraw Penas

A Galeria Ybakatu apresenta, até o dia 22 de dezembro, a exposição individual intitulada "dejavu", do artista C. L. Salvaro. Após uma trajetória extensa de mostras e residências nacionais e internacionais, o artista volta a expor na Ybakatu, com algumas obras recentes e outras nem tanto, e apresenta um recorte de sua pesquisa. A mostra também celebra o aniversário da Galeria Ybakatu, que completa 28 anos de existência.


A exposição "dejavu" reflete a trajetória de C. L. Salvaro em criar obras que proporcionam uma experiência única aos espectadores, explorando a familiaridade de experiências passadas e provocando uma reflexão profunda sobre a natureza efêmera da existência, da sustentabilidade de materiais e uma releitura da arquitetura.

Galeria Ybakatu e a exposição "dejavu", de C L Salvaro | Foto: Kraw Penas

Através de seus trabalhos, C. L. Salvaro proporciona uma experiência singular que desafia a forma como percebemos o mundo ao nosso redor, estimulando uma conversa sobre a sustentabilidade, a beleza efêmera e a capacidade de transformar o ordinário em extraordinário.


Nesta exposição, as obras exploram a aproximação de materiais sintéticos com elementos naturais e arquitetônicos em arranjos simples. A complexidade do ambiente urbano e o impacto do consumismo são explorados através da superfície de embalagens e resíduos arquitetônicos, que, por sua vez, refletem e contrastam com os resquícios de construções e ruínas urbanas.


A disposição contígua de objetos fragmentados sugere que a completude pode ser encontrada na própria multiplicidade dos fragmentos, evidenciando as conexões entre esses elementos dispersos. A interação dinâmica entre materiais orgânicos e os meios culturais vernaculares revela uma intrincada relação entre a criação humana e o mundo que a circunda.


A incorporação da palavra "dejavu" com a pronúncia equivocada é uma escolha deliberada, atuando como um reforço à recorrência do erro como um recurso poético na produção do artista.

28 anos da Galeria Ybakatu


Fundada em 1995, a Galeria Ybakatu comemora orgulhosamente seus 28 anos de dedicação à promoção e exposição da arte contemporânea. Desde o início, a galeria tem sido uma peça central no cenário artístico da região Sul do Brasil, inicialmente destacando o trabalho de artistas locais da década de 1990 e, ao longo dos anos, expandindo suas atividades para representar talentos em todo o país.


“A galeria é um espaço de diálogo e reflexão, apostando em atividades que estimulam a discussão sobre os processos artísticos atuais e incentivam o público a se envolver de maneira mais profunda com a arte contemporânea”, comemora a diretora Tuca Nissel.

“A Galeria Ybakatu não é apenas um local de exposição, mas uma instituição que tem sido uma plataforma essencial para artistas emergentes e estabelecidos, proporcionando um espaço vital para a experimentação, inovação e diálogo artístico. Esses 28 anos de existência são um testemunho do compromisso contínuo com a promoção da cultura e da arte, contribuindo para a vitalidade e diversidade do cenário artístico brasileiro. Que esses anos sejam apenas o prelúdio de muitos mais, repletos de descobertas, inspiração e contribuições significativas para a cena cultural e artística do país”, completa.

Em cartaz em Curitiba e São Paulo

Além da exposição em Curitiba, o artista C. L. Salvaro marca presença em uma exposição especial que marca a reabertura da Casa das Rosas, após seu restauro, com a temática “Dimensão Cidade”, com obras de 15 artistas contemporâneos e curadoria assinada por Paula Borghi, entre eles C. L. Salvaro que participa junto de Abigail Campos Leal, Augusto de Campos, Bruno Baptistelli, Débora Bolzsoni, Gerty Saruê, Manu Costa Lima, Meliny Bevacqua, Natalie Salazar, Nino Cais, R. Trompaz, Roberto Freitas, Shirley Paes Leme, Thiago Honório e Xadalu Tupã Jekupé, abordando o tema da urbanidade, com trabalhos em diferentes modalidades artísticas, como pinturas, esculturas e instalações.


SERVIÇO

EXPOSIÇÃO DEJAVU, na Galeria Ybakatu

Artista: C. L. Salvaro

Tel: +55 41 3121-1103 | +55 41 99536-8787

Período expositivo: 27 de novembro a 22 de dezembro de 2023.

Visitas de segunda a sexta, das 10h às 12h e das 13h30 às 17h, ou agende a sua visita.

Entrada franca.


Informações: Paula Batista

10 visualizações

Comments


bottom of page