top of page
Buscar

Glenn Hughes, ex-integrante do Deep Purple, traz show inédito show a Curitiba

Apresentação acontece dia 08 de novembro, no Teatro Positivo. Ingressos à venda.

Glenn Hughes | Divulgação

Gleen Hughes, que segue excursionando pelo mundo celebrando sua obra no Deep Purple, voltará ao Brasil na turnê que apresentará o álbum "Burn" (1974) na íntegra, além de outros sucessos da sua passagem pela banda inglesa, que rendeu ainda os álbuns "Stormbringer" (1974) e "Come Taste The Band" (1975). Em Curitiba, o astro se apresenta no dia 08 de novembro, quarta-feira, às 21h, no palco do Teatro Positivo. Os ingressos já estão à venda a partir de R$ 220, via Disk Ingressos. A produção do show na capital paranaense fica por conta da MCA Concerts.

Estou muito feliz em retornar à América Latina. É sempre incrível me apresentar para vocês e eu mal posso esperar para ver os sorrisos e rostos emocionados novamente. Estou trabalhando com um time incrível e é seguro dizer que será uma turnê incrível!”,comentou Glenn Hughes. Além de Curitiba, o artista passará por Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo.

Se existem alguns sinônimos para o que se convencionou chamar de Classic Rock, a música Burn é um bom exemplo. A faixa-título do álbum, gravado pelo Purple em 1973 em Montreaux (SUI), é um dos destaques do repertório, ao lado de outras composições marcantes, como Mistreated, Might Just Take Your Life, You Fool No One, Lay Down, Stay Down, além de Sail Away, What’s Goin’ On Here e a instrumental ‘A’ 200.

O chamado The Voice of Rock, que nasceu em 21 de agosto de 1951, em Cannock (ING), teve início na música tocando trombone na orquestra da escola, passou para a guitarra, mas se tornou baixista e vocalista. Em 1973, após passar por bandas menores e pelo Trapeze, com o qual gravou Trapeze (1970), Medusa (1970) e You Are the Music… We’re Just the Band (1972), recebeu o convite do guitarrista Ritchie Blackmore e do baterista Ian Paice para substituir o baixista Roger Glover no Deep Purple. Porém, acabou também dividindo o posto de vocalista ao lado de David Coverdale, que substituiu Ian Gillan na banda.

Se eu gosto de cantar e tocar baixo mundo afora? Isso é minha vida, amo o que faço. Minha vida é se apresentar ao vivo, sou um dos músicos que menos recusa um convite para subir ao palco”, disse Hughes certa vez à revista Roadie Crew.

O fim do grupo, em 1976, levou Hughes a uma carreira solo que começou no ano seguinte, com o funkeado Play Me Out, e só foi retomada em 1992, com Blues, que marcou a volta do vocalista, baixista, músico e compositor totalmente livre do vício nas drogas – especialmente cocaína – que o consumiu nos anos 70 e 80. Um vício que abreviou a passagem de Hughes pelo Black Sabbath de Tony Iommi, entre 1985 e 1986.

Prolífico, principalmente nas últimas três décadas, Hughes colocou a sua voz especial num sem-número de álbuns ao longo de 50 anos de carreira, incluindo também trabalhos com Pat Thrall, Black Country Communion, California Breed, Joe Lynn Turner, John Norum, Gary Moore, Richie Kotzen, Voodoo Hill, Phenomena e muitos, muitos outros. Um privilégio para todos nós.

SERVIÇO

Gleen Hughes em Curitiba Data: 08 de novembro de 2023 (quarta-feira) Local: Teatro Positivo (Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido) Horário: 21h Ingressos: os ingressos variam de R$ 220 a R$ 440, de acordo com o setor e modalidade escolhidos Vendas: Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11h às 22h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9 às 18h), na bilheteria do Teatro Positivo **Entrega em domicílio com taxa de entrega Classificação: 14 anos Realização: MCA Concerts e Solid Music


Informações: Augusto Tortato



8 visualizações

Hozzászólások


bottom of page