top of page
Buscar

Grupo curitibano de flamenco retorna aos palcos nesta quinta

Espetáculo da Perla Flamenca será no dia 10 de novembro, no Sesc da Esquina, com participação de artistas de São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e também da Espanha, México, Bolívia, Argentina e Paraguai.

Em cena 41 bailarinos e 6 músicos falam sobre trocas culturais em "De Sur a Sur: uma família de arte". | Foto: Letícia Volpi

Contando com a participação de artistas e alunos do Brasil, América Latina e Espanha, que foram “conectados” durante a pandemia, o grupo curitibano Perla Flamenca retorna aos palcos, após dois anos, para o encerramento da quadrilogia “De Sur a Sur”. Esta é uma série de espetáculos que aborda a relação cultural do sul da Espanha, berço do flamenco, com a América do Sul e, mais especificamente, com o sul do Brasil.


A edição final do espetáculo intitulada “De Sur a Sur - Uma família de Arte”, será apresentada no dia 10 de novembro, às 19h30, no Teatro Sesc da Esquina, em Curitiba, contando com 41 bailarinos, 6 músicos e 10 pessoas na equipe técnica.


A proposta do espetáculo foi idealizada pelos diretores do Perla Flamenca, o violonista flamenco curitibano Jony Gonçalves, e a bailarina flamenca paraguaia, radicada em Curitiba, Miri Galeano, que, desde 2000, desenvolvem trabalho artístico de música, dança e canto, com a cultura originária da Espanha. Em 2017, a primeira edição do espetáculo, “De Sur a Sur: Inspirados en la raiz, bailamos nuestro sentir”, ganhou os palcos abordando a maneira única de fazer o flamenco aqui, mas sem jamais perder sua essência. Uma das canções da trilha original da obra, brinca com a música, que é um hino não oficial do Estado, “Bicho do Paraná”, de João Lopes, parodiando: “De Sur a Sur, Brasil e Espanha, Flamenco para expressar. Eu sou artista desta terra, Flamenco do Paraná”.


Na segunda edição, “De Sur a Sur: Frutos de Nuestra Tierra”, encenada em 2018, a proposta foi homenagear os talentos brasileiros e sul-americanos que representam com maestria esta arte. Em 2019, a terceira edição, “De Sur a Sur: Idas e Voltas”, destacou as trocas culturais entre Espanha e América do Sul, mostrando o poder da arte em estabelecer uma ponte entre diferentes povos.


No início de 2020, quando começavam a delinear o espetáculo que encerraria a quadrilogia, veio a pandemia e o projeto precisou ser adiado. “Acho que foram dois anos de ensaio, de uma parada necessária para chegarmos à inspiração para ‘Uma Família de Arte’, que é esta edição final. Durante a pandemia, sem contato físico, o que nos manteve foi a admiração mútua entre professores, alunos e artistas. Mas o online acabou nos abrindo uma porta muito legal. Agora, temos alunos dos estados de São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, e até de países como México, Bolívia, Argentina e Paraguai, que estão ensaiando e vão vir de suas cidades para participar do espetáculo”, comenta a bailarina Miri Galeano.


“De Sur a Sur: Uma Família de Arte” lança um olhar sobre a importância dos laços familiares, sanguíneos ou por afinidade, que foram estreitados ou criados na pandemia. A bailarina mexicana Paulina Ruiz, que está em Curitiba participando dos ensaios para o espetáculo, é um dos membros desta família de arte curitibana que chegou através das aulas online com o Perla Flamenca, iniciadas em 2020. “Está sendo muito enriquecedor e incrível pra mim acompanhar o processo criativo e participar deste espetáculo. Depois de conhecer Miri, Jony e outros companheiros flamencos nos encontros online, viver isto de maneira presencial está sendo maravilhoso”, comenta a bailarina.


Além dos bailarinos, de Curitiba e de outras localidades, o espetáculo traz quatro músicos convidados: presentes em todas as edições, voltam ao palco a violinista curitibana Carla Zago, e o percussionista gaúcho Gustavo Rosa; e fazendo sua estreia com o grupo, os cantores Ozir Padilha, de Santa Catarina, e Lydia Martin, da Espanha. O filho do casal de diretores do grupo, Vinícius Galeano, de 14 anos, também se une aos artistas nas palmas, elemento característico na percussão das canções flamencas.


A trilha sonora do espetáculo traz composições de Jony Gonçalves que remetem as experiências vividas por eles nestes dois anos, ensinamentos, erros, acertos, alegrias e tristezas que contam um pouco da história desta família de arte. “As canções foram compostas com o coração nas raízes do flamenco, mas sempre com um olhar de trazer inovação. As músicas que escutei durante minha vida são uma inspiração, porque afinal eu sou um brasileiro que é guitarrista de flamenco, então a trilha traz essa mistura tão bonita da música brasileira com a música flamenca”, comenta Jony.


Serviço:

Espetáculo “De Sur a Sur - Uma família de Arte” | Grupo Perla Flamenca

10 de novembro de 2022, às 19h30

Teatro Sesc da Esquina

Rua Visconde do Rio Branco, 969 – Mercês | Curitiba-PR

Ingressos: R$ 130,00 (inteira) | R$ 65,00 (meia entrada)

Venda*: na sede do Perla Flamenca

Rua Alferes Ângelo Sampaio, 2443 | Curitiba-PR

*ingressos adquiridos antecipadamente podem ser retirados na bilheteria do teatro, no dia do evento.

Informações: (41) 99571-7379 | www.instagram.com/perlaflamenca/


Informações: Keyla Barros

13 visualizações

Comments


bottom of page