Buscar

Grupo Folclórico Ítalo Brasileiro Santa Felicidade está animado para evento virtual, em agosto

Tarantella virtual deve motivar famílias de descendentes a dançar em casa, em apresentação no mês do folclore. |

Os italianos de Santa Felicidade sabem mesmo preservar suas tradições! Além da gastronomia, das vinícolas e das festas, as manifestações artísticas sempre estão presentes. Seja numa canção ou nas danças, a alegria é sempre contagiante. E em algumas músicas, não há quem fique de fora para a acompanhar, seja com palmas, com canto ou com algum instrumento musical. Que o diga quando começam os primeiros acordes da famosa Tarantella.


A coreografia típica dessa dança tem seu nome oriundo da cidade de Taranto, no Sul na Itália. Ao longo dos séculos ela ganhou variações igualmente animadas e, até hoje, é presença obrigatória na programação de qualquer celebração italiana. Tal qual promete ser o próximo dia 22 de agosto de 2020, quando o Grupo Folclórico Ítalo Brasileiro Santa Felicidade vai comemorar 34 anos de história! Será uma programação virtual, com um vasto repertório de danças típicas italianas, integrando o 59º Festival Folclórico de Etnias do Paraná.



Atualmente com 140 integrantes, o Ítalo viu neste ano tudo se transformar, e toda aquela alegria das grandes festas italianas se resumirem a pequenos núcleos familiares reunidos em casa, por conta da pandemia de coronavírus. Quem conta essa história pra gente é o presidente do Grupo, Guilherme Fiuza que, aos 32 anos, tem orgulho de dizer que está no folclore desde criança.


“Estou no Grupo há 27 anos, sou o único integrante que já passou por todas as categorias. É muito gratificante fazer parte dessa história, que se confunde com a minha também. Mas realmente este ano, a pandemia pegou todo mundo de surpresa. Infelizmente, mudou a maneira de viver, o contato físico que antes era permitido deixou de ser algo essencial, e passou a ser proibido por um período indeterminado”, relata.


Durante este período de isolamento social, entretanto, o Ítalo procurou se reinventar, mobilizando os folcloristas e parentes próximos, dentro de uma nova maneira de interagir por meio das redes sociais.


“Somos em 140 pessoas, sem contar todos os familiares, os pais que nos ajudam, e os nossos queridos "tios" fundadores do Grupo. Para reunir todo mundo, nas datas comemorativas conseguimos proporcionar desafios diferentes, como na Páscoa, onde as crianças participaram de brincadeiras online, tivemos homenagens pelo dia da Mulher, dia das Mães e até dia dos namorados. No início da pandemia, preparamos também um material que em breve será divulgado nas redes sociais da Fundação Cultural de Curitiba. O Grupo realizará ainda o arraiá do ÍTALO, porém de maneira drive-thru”.


Máscaras com brasão do Grupo também devem fazer parte do figurino daqui pra frente, mas ao que tudo indica, os ensaios não devem ser retomados logo. As danças típicas italianas exigem muita proximidade e contato físico, por isso Guilherme conta que as atividades presenciais só devem ser retomadas após a liberação total das autoridades competentes.


Diversas apresentações, festas e viagens, por exemplo, que estavam agendadas para 2020 tiveram que ser canceladas ou adiadas.



“Nós tivemos um integrante do Grupo que pegou o coronavírus, porém já fez o tratamento e está em isolamento domiciliar. A notícia foi um susto, mas saber que agora está tudo bem nos conforta. O Grupo se apresentaria em algumas cidades do Estado, além da Festa do Frango, Polenta e Vinho de Santa Felicidade, que pela primeira vez na história, teve sua edição cancelada. Sem esquecer, é claro, do nosso tradicional Festival Folclórico de Etnias do Paraná, que terá sua edição virtual nesse ano”, destaca.


Com a edição do evento transmitida de maneira virtual durante duas semanas, o público poderá conferir, em cada noite, uma apresentação de um grupo étnico diferente. E a torcida é para que a grande festa dos 60 anos do Festival, que será comemorada em 2021, seja com muita gente reunida novamente.

“Para os apaixonados por folclore, o meu desejo é que essa pandemia passe o mais rápido possível, para que possamos nos reunir novamente da maneira que mais gostamos. Para aqueles que nos acompanham, não desanimem, pois após a pandemia o Grupo voltará ainda mais fortalecido e com a garra de sempre. Danças e coreografias novas estão sendo estudadas durante esse período de isolamento, para que os folcloristas tenham novidades no retorno aos ensaios. O Grupo está muito sentido em interromper as atividades, entretanto sabemos que se faz necessário o distanciamento social. Temos a certeza de que dias melhores virão e que em breve estaremos todos juntos para dançarmos uma "tarantella".

Apresentação do Grupo Folclórico Ítalo Brasileiro Santa Felicidade será no dia 22 de agosto de 2020, às 20h, na programação virtual do 59º Festival Folclórico de Etnias.

Galeria de alguns festivais anteriores


2019


2018


2017


2016

312 visualizações