Buscar

"Noites de Alface", estrelado por Marieta Severo e Everaldo Pontes, chega ao streaming

Após passar por cinemas do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, entre outras capitais, o filme estreia hoje, 22 de julho, nas seguintes plataformas digitais: NOW, Vivo Play e Oi Play.

Rodado em 2018, em Paquetá (Rio de Janeiro), o filme marca a estreia do premiado diretor de curtas e documentarista carioca Zeca Ferreira na direção de um longa de ficção. O cineasta, que também assina o roteiro, se inspirou no romance homônimo da escritora paulista Vanessa Bárbara. O longa é uma produção da Afinal Filmes, com coprodução do Canal Brasil. A distribuição é da Pipa Pictures.

"Noites de Alface é um filme sobre a perda, sobre os vazios, os silêncios que se seguem, mas também sobre seguir a vida", resume o diretor.

A Toca Cultural conferiu o filme em sua pré-estreia e foi impressionante o trabalho realizado pelo elenco, que deu vida a personagens tão intrigantes. Ada (Marieta Severo) e Otto (Everaldo Pontes) passaram a vida toda em uma bucólica cidade no interior, onde todos se conhecem. A rotina pacata do casal e de seus vizinhos ganha contornos de mistério com o sumiço repentino do carteiro.


Tentando vencer a insônia com o chá de alface preparado por Ada, Otto atravessa as noites entre espiadas pela janela e a leitura de um intrigante livro de suspense. Dono de uma personalidade mais reservada, ele vê realidade e ficção se embaralhar ao revisitar lembranças e conversas para tentar descobrir o que aconteceu de fato. Mas Ada, no entanto, é uma espécie de fantasma. Assim como descreve Vanessa Bárbara no livro homônimo, o filme conta a história desse homem solitário, viúvo, e da vida em Paquetá, lendo livros de ficção e especulando a vida alheia na vizinhança. Traz também as lembranças do chá de alface que sua saudosa esposa preparava para aliviar as noites de insônia.


"É a Ada como o Otto guardou na lembrança, é a maneira como o Otto fez para lidar com a falta da sua companheira de vida. É uma pessoa, mas também o produto da imaginação de uma outra pessoa. Acho que posso dizer que uma das experiências mais prazerosas que esse filme me trouxe – e a de que mais tenho saudade – é a de observar a Marieta trabalhando, a forma como em poucos minutos, depois de alguns testes e experimentos, ela “encaixava” frases, movimentos e gestos e criava a magia da cena. De ver como ela fazia parecer fácil algo que na realidade é fruto de anos de trabalho, de muita reflexão sobre o ofício, um eterno fazer e refletir sobre o que faz", explica Zeca sobre a personagem e a atuação de Marieta Severo.

Para a atriz, trabalhar num filme em que o ser humano precisa criar a própria ficção para sobreviver, como o personagem de Everaldo Pontes, foi muito especial. Mais ainda, revisitar Paquetá, uma cidade que fez parte da sua infância, trouxe muitas lembranças. Como a casa escolhida para a gravação, que era muito parecida com a que sua família costumava ficar, com o mesmo poço no fundo do quintal.


"Foi absolutamente mágico. Quando tinha uns 10, 11, 12 anos, eu passava férias em Paquetá, às vezes ficava três meses direto. E voltar agora lá, andar por aquelas ruas, ver aquelas pessoas andando de charrete, de carrinho elétrico, onde parece que todos vivem em outra dimensão, onde existe um sentido de vida comunitária muito grande, foi muito prazeroso", conta Marieta.

Já o ator Everaldo Pontes chegou a fazer um laboratório na cidade e chegou a morar um mês em Paquetá, lendo livros policiais, assim como seu personagem Otto, antes de gravar o filme.

"Foi muito importante esse período, pois participei de vários eventos da comunidade, inclusive uma grande concentração de rua para deliberar sobre questões de interesse de todos os cidadãos de Paquetá. Foi um processo muito divertido e imprescindível na condução do personagem. Amei essa fase onde conquistei lindas amizades", relatou.

Assista ao trailer:


ELENCO | PERSONAGENS

Ada – Marieta Severo

Otto – Everaldo Pontes

Teresa – Inês Peixoto

Iolanda – Teuda Bara

Nico – João Pedro Zappa

Mayu – Lumi Kin

Sr. Tanaguchi – Antonio Sakatsume

Anibal – Romeu Evaristo

Aidan – Pedro Monteiro

Augusto – Izak Dahora

Delegado Bonfim – Eduardo Moreira

Elinora - Julia Cartier Bresson

10 visualizações