top of page
Buscar

Roberto Carlos faz homenagem a Rita Lee, em show em Curitiba

Rei pediu um minuto de aplausos e dedicou a música "Nossa Senhora" à artista, que faleceu na noite de segunda-feira (08), em São Paulo.

Roberto Carlos | Foto: Paulo Borges (Toca Cultural)

O segundo show do cantor Roberto Carlos na capital paranaense, esta semana, foi de plateia lotada e praticamente todos os ingressos vendidos. Diferente da noite de segunda-feira, onde viam-se alguns assentos mais afastados vazios, a apresentação desta terça (09) foi ainda mais concorrida e emocionante.


O repertório foi exatamente o mesmo, começando com pouco mais de dez minutos de atraso. Primeiro, o público curitibano conferiu uma abertura instrumental linda, ao som da orquestra conduzida pelo maestro Eduardo Lages. Um pout-porri das melodias mais emblemáticas da carreira de Roberto Carlos. Só então, o rei entra em cena cantando Emoções.


O repertório segue com grandes sucessos, com Além do Horizonte, Meu Bem e até Evidências, de Chitãozinho e Xororó. No entanto, antes de cantar a música "Nossa Senhora", neste segundo show ele fez uma breve declaração sobre a morte da amiga e cantora Rita Lee, que faleceu, aos 75 anos, na noite de segunda-feira, 8 de maio, em São Paulo. Emocionado, Roberto homenageou a artista e dedicou a ela a canção.


Confira:


Depois, mais uma vez a orquestra conduziu o espetáculo por alguns instantes com a introdução da música "Calhambeque" e logo houve o retorno de Roberto ao palco. Nessas pausas, se percebia a movimentação de Roberto no palco com passos um pouco mais lentos do que das últimas vezes que assistimos aos seus espetáculos. Aos 82 anos, o cantor segue esbanjando simpatia, charme e muito bom humor. É um ícone! Um gentleman, ele é realmente "o cara".


Ao final, logo após cantar "Como é Grande Meu Amor por Você", vem o momento mais agitado do show com a música "Jesus Cristo". E aí... é clamar por Jesus Cristo mesmo! A galera desce em peso na beira do palco para tentar alcançar alguma rosa que é lançada por Roberto. Alguns sortudos conseguem levar para casa a rosa intacta... mas outras, levam pétalas e pedaços da flor que foi puxada por várias mãos ao mesmo tempo. Vira uma grande farra! E é divertido, não só de ver, como de participar da brincadeira. O próprio Roberto parece se divertir com a competição.


Roberto Carlos lança rosas ao final do show | Foto: Paulo Borges (Toca Cultural)

Ao que parece, a tradição de jogar flores para a plateia nasceu lá no final dos anos 70, quando Roberto jogou um cravo que estava em sua lapela para uma fã e a plateia foi ao delírio. A ideia se repetiu em shows posteriores e a flor substituída pela rosa, o que transformou-se num dos ritos mais clássicos de seu show.


Assista alguns momentos do show:


Galeria de Imagens:

Crédito: Paulo Borges / Toca Cultural



17 visualizações

Comments


bottom of page