Buscar

Rosas Negras ganha catálogo digital e lançamento será esta semana

A estreia do site do espetáculo está marcada para o dia 25 de julho, quando é celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha.

Rosas Negras | Foto: Rose Batista

Foi nos palcos dos teatros da Bahia, e de outros estados do Brasil, que a artista Fabíola Nansurê interpretou as personagens do espetáculo Rosas Negras. Hoje, devido a pandemia, Fabíola está adequando suas atuações às apresentações teatrais virtuais. Ela também está criando uma rede de contatos de mulheres negras baianas que são protagonistas em narrativas cênicas, com a intenção de propagar as produções artísticas realizadas por elas.

"Eu Vejo Você - Ipadê das Rosas Negras", é uma proposta voltada para a popularização do espetáculo e de outros projetos artísticos realizados por atrizes negras baianas. O lançamento do site de Rosas Negras será no dia 25 de julho, quando é celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Dentro deste site, será disponibilizado o primeiro catálogo de atrizes negras baianas. Ele servirá como banco de dados, e as interessadas poderão cadastrar seus trabalhos de maneira virtual.

Em uma homenagem póstuma, Auristela Sá (1969-2013) é a primeira atriz negra baiana mencionada no material. Nascida em Alagoinhas (BA), Auristela é conterrânea de Fabíola Nansurê, e impulsionou a arte alagoinhense em parceria com o Teatro Vila Velha através do projeto Teatro de Cabo a Rabo, que incentivava os artistas do interior da Bahia. A trajetória de Auristela no teatro é destacada por sua colaboração com o Bando de Teatro Olodum.

Live: Eu Vejo Você - Ipadê das Rosas Negras

Como marco do início do catálogo digital de atrizes negras baianas, será realizada uma live no dia 25/07, às 19h, com Fabíola Nansurê e as convidadas: Mel Campos, designer responsável pelas artes gráficas do site, Manu Moraes, intérprete em produções teatrais e cinematográficas, e Márcia Lima, atriz, cantora, e pesquisadora de artes cênicas.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Informações: Verena Pita | Assessora de Comunicação




8 visualizações