Buscar

A alegria da cultura germânica nas danças do Original Einigkeit Tanzgruppe

Grupo curitibano reúne repertório de coreografias tradicionais e participa de Festival virtual neste domingo, 16 de agosto.|


Todos os anos, o Festival Folclórico de Etnias reúne grupos filiados a Aintepar - Associação InterÉtnica do Paraná, para uma grande celebração no palco do Teatro Guaíra. Essa grande festa paranaense das etnias sempre acontece no mês de julho, mas nesse ano precisou alterar seu calendário em função da pandemia de Covid19. Por isso, o Festival será realizado de 15 a 30 de Agosto, num formato virtual e muito especial.

Para isso, todos os grupos envolvidos foram convidados a fazer um compilado das melhores danças e dos momentos marcantes das últimas edições do Festival. Será como abrir um grande baú de memórias e selecionar cenas inesquecíveis que fazem parte da história de cada grupo.


Para o Original Einigkeit Tanzgruppe este foi um desafio e tanto! Thiago Fernandes, relações públicas do grupo que participa do folclore há 19 anos, conta que nesse primeiro semestre, período em que o grupo estaria nos preparativos das danças e de ensaios para o Festival, tudo ficou diferente.

“Tudo mudou, a falta do contato, das brincadeiras, dos abraços, dos nossos churrascos com um pouquinho de chopp. Por isso, não deixamos de nos falar, mas o contato presencial sempre faz falta. Não temos como mensurar quantos eventos deixamos de participar ou organizar, e isso pegou todos os grupos de surpresa, que também deixaram de divulgar muito suas etnias”.


Formado atualmente por 70 integrantes, o Original Einigkeit Tanzgruppe compreende grupos de dança infantil, juvenil e adulto. Por isso, reunir grupo de maneira virtual foi uma alternativas para driblar essa ausência física dos amigos.


“As coordenadoras do grupo infantil mantiveram as interações e aulas de forma lúdica via internet todo sábado. Um incentivo às nossas crianças em manter as atividades e a nossa cultura viva. Também tivemos quinzenalmente a realização de uma gincana virtual entre os integrantes, promovida pelo setor de patrimônio, com temas divertidos e trazendo curiosidades da história do grupo e da nossa cultura”.

Dançar de máscaras não parece ser uma solução viável, segundo Thiago. Pelo menos por enquanto, afinal o que se espera é que a descoberta de uma vacina para o coronavírus não demore tanto tempo assim para todos poderem voltar a dançar e a festejar como antes.

“Não sabemos ainda quais serão as soluções, até porque o sorriso no rosto do folclorista é uma marca registrada de quem dança e representa a sua etnia. Aguardamos ansiosos uma resolução mundial, uma descoberta de cura e prevenção, para podermos retomar o que mais gostamos de fazer, dançar e transmitir com alegria as nossas origens”.


A apresentação virtual do Original Einigkeit Tanzgruppe, no 59º Festival Folclórico de Etnias do Paraná, será no próximo domingo, 16 de agosto de 2020, às 20h, com transmissão pelos canais oficiais do evento.


E para este momento especial, o grupo escolheu fazer uma homenagem aos apoiadores que sempre incentivaram o folclore germânico em Curitiba.

“Serão 50 minutos dessa Live especial. Por isso, montamos um roteiro dedicado ao apoio que sempre recebemos do Bar do Alemão, do Consulado da Áustria e da Sociedade Thalia. Por isso, toda a programação que apresentaremos neste domingo foi pensada dessa forma, para homenagear quem sempre esteve ao nosso lado e acredita na importância do resgate das nossas origens”.


Thiago destaca também que ao final o público terá uma surpresa, preparada exclusivamente para esta apresentação virtual. Uma dança gravada separadamente por todos integrantes em casa, durante a pandemia, e reunidas numa edição muito especial.

“Todos estão curiosos para ver o resultado que será apresentado nesse domingo. Esperamos que todos gostem e se divirtam”.


Com trinta anos de história, que serão comemorados em 2021, o Original Einigkeit Tanzgruppe também espera que no próximo ano seja possível retomar as apresentações do Festival no Teatro Guaíra.

“Será um ano muito especial, pois serão nossas comemorações de 30 anos e de 60 anos do Festival. Estamos na torcida para que tudo volte ao normal e que estejamos todos juntos novamente. Mas sabemos que essa transformação que estamos passando trará muito aprendizado ao mundo e esse episódio ‘virtual’ de nossas vidas um dia seja contado apenas como uma lembrança passageira e necessária para nossa evolução”.


Por fim, Thiago acredita que o trabalho de resgate não pode parar! E a mensagem que fica é a de que devemos seguir em frente, lembrando de onde viemos, mesmo que para isso precisaremos reinventar a forma de se comunicar, de entreter, de divertir.


“O folclore simboliza a cultura de um povo, de uma nação e nesse momento, para não perdermos nossas tradições, é muito importante que as manifestações culturais continuem sendo transmitidas através das gerações. E não importa o formato. Sejam elas por nossas danças olho no olho ou através dessa nova maneira de lidar com a cultura por meio das novas tecnologias. É hora de nos reinventarmos para manter viva a chama da cultura popular e das nossas raízes”.

Galeria de Imagens

2016

2017


2018 I


2018 II


2019


198 visualizações